10:25 24 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin durante encontro com seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan em Sochi, 17 de setembro de 2018

    Ocidente está preocupado com cooperação crescente entre Rússia e Turquia, diz mídia

    © Sputnik / Mikhail Klimentiev
    Europa
    URL curta
    9275

    A cooperação entre a Rússia e a Turquia continua se desenvolvendo, a crise nas relações entre Moscou e Ancara já pertence ao passado, informa a rádio pública alemã Deutschlandfunk. Mesmo mantendo ainda algumas controvérsias, Moscou e Ancara cooperam na esfera da energia, comércio e até na área dos armamentos, o que gera preocupações do Ocidente.

    Depois da grande queda da lira turca e das informações sobre o forte aumento da inflação, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan anunciou em novembro uma notícia positiva: a inauguração do gasoduto TurkStream.

    A partir do ano que vem, o gás russo será fornecido à Europa Ocidental através do território turco e a Rússia deixará de depender do trânsito através da Ucrânia. Erdogan usou a cerimônia de inauguração do gasoduto como ocasião para elogiar as relações com a Rússia.

    "A Rússia representa para nós um amigo leal e provado, bem como fornecedor importante de gás. Nós não devemos prestar contas por essa cooperação perante países terceiros", afirmou o presidente turco.

    A edição assinalou que o presidente turco não tem se encontrado com outros líderes mundiais de forma tão frequente como com Putin, mesmo que ainda há três anos as relações entre Moscou e Ancara tenham sofrido uma crise por causa da derrubada na fronteira sírio-turca de um avião russo por um caça turco. Passado meio ano, Erdogan pediu desculpas oficiais.

    A cooperação entre dois países está se desenvolvendo ativamente nas esferas de energia, comércio e armas. Apesar dos avisos da parte da OTAN, a Turquia encomendou os sistemas de mísseis antiaéreos S-400 à Rússia. A representante oficial dos EUA na OTAN, Kay Bailey Hutchison, expressou preocupação pela compra dos S-400, o que prejudicaria a compatibilidade entre os aviões e armamentos da OTAN.

    Segundo a Deutschlandfunk, os EUA receiam que a Rússia com ajuda dos S-400 possa coletar dados sobre os novos caças americanos F-35, por isso os fornecimentos desses aviões à Turquia foram suspensos.

    Quanto piores se tornam as relações da Turquia com os países ocidentais, mais Erdogan demonstra a sua amizade com Putin. Por isso, todas as controvérsias entre Ancara e Moscou são deixadas de lado, por exemplo, a questão da Síria. Segundo os cientistas políticos, Moscou "ganhou o jogo" a Ancara na Síria, mantendo Assad no poder, o que contradizia a política turca.

    A edição escreve que Erdogan pode chamar de êxito o fato de que ele conseguiu evitar o ataque contra a cidade fronteiriça de Idlib pelas tropas governamentais sírias. Nesta situação, milhões de pessoas podem escapar para a Turquia. No entanto, essa concessão de Putin teria como objetivo criar discórdia entre a Turquia e os países ocidentais, enquanto o Ocidente observa o melhoramento das relações russo-turcas com preocupação crescente.

    Mais:

    Putin diz a Erdogan que é preciso acelerar implementação de acordos em Idlib
    Organização de Soros irá fechar portas na Turquia após acusações de Erdogan
    Turquia quer receber 1º lote do S-400 russo antes de 2020, diz porta-voz de Erdogan
    Após cancelamento de Trump, Putin usará tempo disponível no G20 para se reunir com Erdogan
    Tags:
    relações bilaterais, melhoramento, comércio, armas, energia, cooperação, mídia, OTAN, Rússia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik