17:17 09 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente da Ucrânia, Pyotr Poroshenko

    Presidente ucraniano decreta lei marcial no país

    © Sputnik / Mikhail Markiv
    Europa
    URL curta
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)
    11723

    Nesta segunda-feira (26), o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, aprovou a decisão do Conselho Nacional de Segurança e Defesa para introdução de lei marcial no país em conexão ao incidente no estreito de Kerch.

    A lei marcial no território ucraniano entra em vigor a partir de hoje (26), sendo finalizada no dia 25 de janeiro de 2019, de acordo com o decreto. Ainda é necessária aprovação da Suprema Rada. 

    "Acionar a decisão do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia a partir de 26 de novembro de 2018 ‘Sobre medidas extraordinárias para assegurar a soberania estatal e independência da Ucrânia, e sobre a imposição da lei marcial na Ucrânia'", lê-se no documento. 

    Enquanto isso, o presidente encarregou o Estado-Maior ucraniano para organizar mobilização parcial.

    "Ao Estado-Maior da Ucrânia: estipular medidas de mobilização parcial, organizar e levar a cabo preparativos com participação de reservistas da reserva operacional em escalas necessárias", lê-se no documento.   

    Anteriormente, o Conselho Nacional de Segurança e Defesa ucraniano, um mês antes do início da campanha eleitoral no país, resolveu impor lei marcial no país para o prazo de 60 dias. 

    No domingo (25), três navios da Marinha ucraniana, violando os artigos 19 e 21 da Convenção da ONU sobre direito marítimo, atravessaram a fronteira da Rússia. Os navios entraram na zona aquática temporariamente encerrada e realizaram manobras perigosas durante várias horas sem reagir às exigências das embarcações russas que acompanhavam os navios ucranianos.

    Foi tomada a decisão de usar armas. Todos os navios ucranianos foram detidos aproximadamente a 20 km da costa russa e a 50 km do local habitual de passagem dos navios no estreito de Kerch por baixo da Ponte da Crimeia.

    Durante o incidente, três militares ucranianos ficaram levemente feridos. Eles receberam assistência médica e não correm risco de vida.

    A Rússia abriu um processo criminal por violação da fronteira e exigiu a realização de uma sessão urgente do Conselho de Segurança da ONU devido à situação no mar de Azov.

    Tema:
    Violação da fronteira russa por navios ucranianos (53)

    Mais:

    Introdução da lei marcial na Ucrânia não faz sentido, afirma especialista militar russo
    Estados Unidos 'desenham' cenário de confronto para Ucrânia, diz senador russo
    Ucrânia põe Forças Armadas em alerta de combate após incidente em estreito de Kerch
    Tags:
    lei marcial, Pyotr Poroshenko, Estreito de Kerch, mar Negro, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik