05:40 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Veículo de emergência médica em Donetsk (foto de arquivo).

    Forças ucranianas atacam área residencial de Donbass com artilharia pesada

    © Sputnik / Sergei Averin
    Europa
    URL curta
    6416
    Nos siga no

    Militares ucranianos teriam feito fogo neste domingo contra áreas residenciais na autoproclamada República Popular de Donetsk, na região de Donbass. No entanto, a informação não foi confirmada.

    De acordo com um correspondente da Sputnik, o ataque, que inclui artilharia pesada, teria começado pouco antes das 18h de Brasília.

    Entretanto, mais cedo, o representante da RPD no centro conjunto de controle e coordenação do regime do cessar-fogo declarou à Sputnik que a situação na linha de contato permanece calma.

    "A situação ao longo da linha de contato no território da RPD permanece relativamente calma. Não foram registrados ataques em massa e violações críticas por parte das Forças Armadas ucranianas", disse interlocutor da Sputnik.

    Na última sexta-feira, o vice-comandante do Comando Operacional da RPD, Eduard Basurin, já havia alertado para a possibilidade de haver um aumento nas atividades militares ucranianas no leste do país devido à chegada de novos armamentos adquiridos da Polônia. Segundo ele, em meados deste mês, uma empresa polonesa entregou mais de 23 mil projéteis para morteiros às forças de Kiev. 

    A atual operação do Exército ucraniano em Donbass teve início em 2014 com o objetivo de reprimir uma revolta lançada por habitantes de Donetsk e Lugansk insatisfeitos com a brusca mudança de poder ocorrida no mês de fevereiro daquele ano na Ucrânia. Apesar de acordos firmados e diferentes regimes de cessar-fogo estabelecidos ao longo dos últimos anos, os confrontos entre as partes seguem até hoje na região. 

    Mais:

    Lugansk: Kiev está com lança-foguetes posicionados na linha de contato em Donbass
    General ucraniano: EUA aconselham Kiev a desencadear 'revolução' em Donbass
    Putin explica por que ainda há poucas chances de resolução pacífica em Donbass
    EUA condenam eleições em Donbass e prometem sanções
    Tags:
    conflitos, Eduard Basurin, Polônia, Lugansk, Kiev, Donetsk, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar