01:49 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Sede da Polícia Metropolitana do Reino Unido, também conhecida como Scotland Yard, em centro de Londres (foto de arquivo)

    Polícia britânica divulga novos vídeos de suspeitos de envenenar os Skripal

    © AFP 2018 / JACK TAYLOR
    Europa
    URL curta
    203

    A Polícia Metropolitana de Londres divulgou novos vídeos, captados pelas câmeras de vigilância em Salisbury, dos russos Aleksandr Petrov e Ruslan Boshirov, suspeitos de terem envenenado o ex-agente Sergei Skripal e sua filha Yulia, bem como uma foto do frasco de perfume que teria contido a substância tóxica.

    "Os vídeos, gravados pelas câmeras de vigilância, dos dois suspeitos, conhecidos por seus codinomes Aleksandr Petrov e Ruslan Boshirov, mostram como eles chegam e se deslocam por Salisbury no domingo, 4 de março. Também são mostradas imagens de um modelo especialmente fabricado do frasco de perfume falsificado, enquanto os investigadores da Rede Policial Antiterrorista continuam sua investigação", disse a Scotland Yard em um comunicado que acompanha os materiais.

    A polícia pediu ajuda a todos que possam ter visto os suspeitos no Reino Unido entre 2 e 4 de março ou o mencionado frasco de perfume falsificado Nina Ricci.

    Caso Skripal

    Em 4 de março, o ex-agente secreto Sergei Skripal e sua filha foram envenenados na cidade britânica de Salisbury, o que provocou um grande escândalo internacional. Londres acusou Moscou de ter orquestrado o ataque com o que especialistas do Reino Unido afirmaram ser o agente nervoso A234 (também conhecido como Novichok).

    A parte russa negou todas as acusações, exigindo acesso à investigação do caso e aos seus cidadãos que estavam no hospital britânico, mas Londres recusou todos os pedidos.

    No início de setembro, a parte britânica mostrou fotos de dois supostos suspeitos do envenenamento — Aleksandr Petrov e Ruslan Boshirov — e alegou que os dois indivíduos eram oficiais do GRU, mas logo acrescentou que os nomes eram falsos.

    Porém, os homens refutaram as acuações em entrevista ao canal russo RT, dizendo que visitaram o Reino Unido como turistas e não têm conexão com os serviços de inteligência.

    Mais:

    Departamento de Estado: EUA vai impor novas sanções contra a Rússia pelo caso Skripal
    Mídia tcheca afirma que suspeitos de caso em Salisbury espionaram Skripal no país em 2014
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik