01:11 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Migrantes se enfileram para entrar na Áustria em Sentilj, Eslovênia (arquivo)

    Eslovênia fornece armas de fogo à polícia de fronteira para conter fluxo de migrantes

    © AP Photo / Darko Bandic
    Europa
    URL curta
    0 42

    Liubliana tomou novas medidas para gerir melhor os fluxos migratórios, apoiados pelo fluxo contínuo de refugiados e as preocupações expressas pelos países vizinhos da Eslovênia.

    A decisão de fortalecer a fronteira e fornecer armas de fogo a policiais deve garantir o controle adequado dos fluxos migratórios do resto da Europa, contra principalmente os migrantes que tentam alcançar a Europa Ocidental via Eslovênia, Croácia e outros Estados.

    Com população de pouco mais de 4 milhões de pessoas, a Eslovênia tem cooperado com a vizinha Croácia para prender migrantes ilegais durante as patrulhas. As nações dos Bálcãs temem que um grande número de refugiados tente romper a fronteira da Bósnia com a Croácia, perto de Velika-Kladusa. 

    Uma multidão de 20 mil migrantes supostamente se prepara para atravessar a fronteira antes da assinatura do Pacto Global da ONU para a Migração Segura, Ordenada e Regular. O acordo não vinculante visa abordar a migração segura levando em consideração aspectos como a  soberania nacional e a cooperação internacional, segundo oficiais da ONU.

    Recusa na assinatura do texto

    Os Estados-membros da ONU devem assinar o pacto durante uma reunião em Marrocos a ser realizada entre 10 a 11 de dezembro.

    Os Estados Unidos, a Hungria e a Áustria se recusaram a assinar o acordo. O primeiro-ministro austríaco, Sebastian Kurz, disse que considerou alguns pontos do texto muito críticos, como a falta de distinção entre quem migra para obter refúgio e os que o fazem por motivação econômica (procura de emprego, por exemplo).

    Os Estados dos Bálcãs, que em grande parte estiveram do lado receptivo da crise migratória europeia, servem como uma zona de trânsito para migrantes que buscam chegar à Alemanha, Holanda, Grã-Bretanha e outras nações da Europa ocidental.

    Tags:
    Pacto Global da ONU para a Migração Segura, Ordenada e Regular, ONU, Sebastian Kurz, Velika-Kladusa, Europa Ocidental, Estados Unidos, Eslovênia, Bósnia, Bálcãs, Grã-Bretanha, Marrocos, Holanda, Hungria, Áustria, Croácia, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik