01:41 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Migrantes e refugiados resgatados pela ONG Proactiva Open Arms da Espanha, depois à deriva em um bote de borracha no Mar Mediterrâneo, a cerca de 29 quilômetros ao norte de Sabratha, Líbia.

    17 corpos de imigrantes são encontrados na costa da Espanha

    © AP Photo / Emilio Morenatti
    Europa
    URL curta
    211

    A Sociedade Espanhola de Segurança Marítima e Resgate (SASEMAR) afirmou, ao lado da Guarda Civil Espanhola, na segunda-feira (5), que recuperou o corpo de 17 pessoas que se afogaram no mar de Alborán. Os corpos foram encontrados na parte mais a leste do mar Mediterrâneo.

    "Guardamar Polyhymnia [barco de resgato]: 80 pessoas foram salvas com vida e 13 pessoas mortas […]. No naufrágio em #CañosdeMeca, a @guardiacivil recuperou 4 corpos e salvou 22 homens", afirmou a SASEMAR no Twitter.

    Corpos de quatro imigrantes mortos foram descobertos pela Guarda Civil na província de Cadiz na comunidade autônoma de Andalusia, acrescentou.

    De acordo com a Organização Internacional de Migração, a Espanha atualmente tem o maior número de chegada de imigrantes através do mar. O número chega a 47,5 imigrantes apenas este ano. Até o dia 2 de novembro, 567 pessoas morreram a caminho do país.

    Mais de 98 mil imigrantes chegaram à Europa através do mar em 2018, enquanto ao menos 2 mil pessoas morreram ou desapareceram nesse trajeto.

     

    Mais:

    Chanceler russo destaca crescimento do comércio com Espanha
    Brasileiro que desmembrou tios e primos é condenado na Espanha
    Análise: caças F-35B são uma opção desvantajosa para a Marinha da Espanha
    Espanha continuará vendendo armas para Arábia Saudita
    Tags:
    imigração, SASEMAR, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik