01:47 15 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Rublos e yuans

    Sanções aplicadas à Rússia acarretam consequência imprevisível, diz ex-líder francês

    © Sputnik / Aleksandr Demyanchuk
    Europa
    URL curta
    13321

    As sanções impostas à Rússia causaram "um efeito inesperado", fazendo com que Moscou se distancie da Europa e se aproxime de Pequim, afirmou o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy à edição Point.

    O ex-líder acredita que as sanções aplicadas contra Moscou são contraproducentes e não correspondem aos interesses da Europa, sendo impostas pelo presidente americano Donald Trump.

    Para Sarkozy, as restrições econômicas contra Moscou se limitam a "fazer tudo para empurrar a Rússia para os braços da China".

    "É necessário normalizar as relações com a Rússia. Agora é preciso imaginarmos uma nova organização supranacional que junte as três partes: Europa, Turquia e Rússia", disse Sarkozy à edição.

    O ex-presidente francês se pronuncia a favor de intensificar o diálogo entre Moscou e Bruxelas e de uma maior integração da Rússia, achando que isso "fortaleceria a arquitetura do continente", pois países como a Ucrânia não precisariam de escolher entre a Rússia e o Ocidente.

    Após o golpe ocorrido na Ucrânia e a reunificação da Crimeia à Rússia (através de referendo e de forma democrática), as relações entre o país eslavo e o Ocidente pioraram. Os EUA, junto com outros países, acusaram Moscou de intervenção nos assuntos internos ucranianos, o que foi repetidamente negado pela Rússia.

    Mais:

    EUA permitirão que 8 países continuem importando petróleo iraniano mesmo após sanções
    EUA impõem novas sanções à Venezuela e indicam que Cuba e Nicarágua são as próximas
    Tags:
    efeitos, consequências, sanções, Donald Trump, Nicolas Sarkozy, Turquia, Ocidente, Europa, EUA, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik