09:55 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Premiê britânica Theresa May

    Empresas financeiras britânicas terão acesso ao mercado europeu após Brexit

    © REUTERS / Stefan Wermuth
    Europa
    URL curta
    0 11

    A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, negociou com Bruxelas o acesso de empresas britânicas que prestam serviços financeiros ao mercado europeu depois do Brexit, informou uma fonte no governo britânico.

    O acordo em questão permitirá que as empresas financeiras britânicas permaneçam na Europa e continuem trabalhando como antes.

    Segundo a fonte, Londres e Bruxelas também chegaram a um acordo preliminar sobre todos os aspectos da colaboração em serviços, incluindo a troca de informações.

    O ministro britânico do Brexit, Dominic Raab, estava otimista com o acordo final com Bruxelas e espera resolver a questão até o dia 21 de novembro.

    No entanto, a questão da fronteira com a Irlanda ainda está pendente.

    Em junho de 2016, o Reino Unido realizou um referendo sobre a saída da UE, em que 51,9% dos britânicos votaram a favor de deixar o bloco europeu.

    Reino Unido e UE negociam as condições do "divórcio" há meses, mas o prazo para um acordo final foi adiado mais uma vez, agora para novembro.

    Se o bloco e Londres não chegarem a um acordo em novembro, os parlamentos nacionais de cada parte podem não conseguir ratificar o documento antes do Brexit, previsto para 29 de março de 2019. Se isso acontecer, a separação será realizada sem um acordo e com grandes incertezas sobre as futuras relações entre a Grã-Bretanha e a UE.

    Mais:

    Reino Unido e UE avançam em 'áreas-chave' das conversas sobre Brexit, diz ministério
    Britânicos e negociadores da União Europeia chegam ao acordo sobre Brexit
    Mídia: Sem apoio para Brexit, Theresa May planeja convocar mais uma eleição parlamentar
    Partido que fez campanha pelo Brexit apresenta duras propostas para fronteiras e imigração
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik