07:18 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados americanos em exercício militar (arquivo)

    'Guerra Fria a uma velocidade recorde'? Manobras da OTAN causam preocupações na Noruega

    © AFP 2018 / Nikolay Doychinov
    Europa
    URL curta
    1192

    Exercício grandiosos da OTAN estão ocorrendo na Noruega com participação de aproximadamente 50 mil soldados de 31 nações, o que está gerando controvérsias entre políticos noruegueses e aumentando tensões entre EUA e Rússia.

    Para a pesquisadora do Instituto de Relações Internacionais da Noruega, Julie Wilhelmsen, o exercício faz parte de uma nova Guerra Fria entre os EUA e Rússia. Ela ainda afirmou ao jornal Klassekampen que "poucos pensavam que uma nova Guerra Fria se espalharia pelo norte, mas agora está se movendo a uma velocidade recorde, e esse exercício é um sinal disso".

    A pesquisadora se baseia no fato de que o exercício é o maior em décadas, contando com cerca de 50 mil soldados da OTAN, além do acompanhamento de forças norte-americanas, que integrou mil soldados no condado de Troms, incluindo o porta-avião USS Harry S. Truman.

    Sendo assim, Wilhelmsen acredita que isso está elevando consideravelmente a tensão entre a Noruega e a Rússia, já que os noruegueses estão permitindo a instalação de soldados americanos pelo seu território. Porém, as tensões não são apenas entre os dois países. A Noruega está enfrentando uma tensão interna, já que políticos noruegueses acreditam que o país esteja violando um banimento imposto em 1949, onde foi determinada a proibição de bases estrangeiras em solo norueguês.

    O líder do Partido Vermelho, Bjornar Moxnes, declarou ao jornal Klassekampen que "a Noruega é um país pequeno, nós temos todos os benefícios do mundo, onde conflitos são resolvidos através de diálogo e de órgãos internacionais, como as Nações Unidas, não através de corridas armamentistas".

    Diversos protestos estão acontecendo pelo país, inúmeras organizações e partidos políticos estão insatisfeitos com os exercícios da OTAN em solo norueguês. Há quem se refira ao exercício Trident como "lição de subordinação", por seguir as regras norte-americanas, que, por sinal, possuem o maior contingente dos exercícios, contando com 18.500 soldados.

    Mais:

    OTAN estaria desenvolvendo novas táticas para combater submarinos russos, diz especialista
    Soldados dos EUA se ferem durante preparativos para exercícios da OTAN na Noruega
    OTAN pretende criar drones navais para responder à 'ameaça russa' no Atlântico
    Tags:
    forças armadas, exercícios militares, exercícios conjuntos, manobras, OTAN, Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik