15:44 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Pessoas seguram sinais durante um protesto na Embaixada da Arábia Saudita sobre o desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

    G7 pede 'punição a todos os responsáveis' por desaparecimento de jornalista saudita

    © AP Photo/ Jacquelyn Martin
    Europa
    URL curta
    240

    Ministros das Relações Exteriores dos países membros do G7 pediram hoje a punição de "todos os responsáveis pelo desaparecimento do jornalista saudita Jamal Khashoggi em Istambul", informou o grupo por comunicado conjunto.

    “Continuamos muito preocupados com o desaparecimento do proeminente jornalista saudita Jamal Khashoggi. Os responsáveis ​​por seu desaparecimento devem ser responsabilizados. Encorajamos a colaboração turco-saudita e esperamos que o Reino da Arábia Saudita realize uma investigação completa, confiável, transparente e imediata, conforme anunciado”, disse o comunicado na terça-feira.

    Os ministros das Relações Exteriores do G7, bem como a chefe de política externa da UE, Federica Mogherini, também afirmaram seu compromisso em proteger a liberdade de expressão e a imprensa livre.

    Khashoggi, um colunista do Washington Post, desapareceu em 2 de outubro. Ele foi visto pela última vez entrando no consulado saudita em Istambul, onde foi receber documentos de que precisava para voltar a se casar. A Turquia expressou preocupações de que Khashoggi poderia ter sido assassinado dentro do prédio, enquanto o governo saudita negou envolvimento no caso, alegando que o jornalista desapareceu depois que ele deixou o consulado.

    Na terça-feira, a emissora da NTV informou que a polícia turca havia encontrado evidências durante sua busca no consulado saudita, mostrando que Khashoggi havia sido assassinado no local.

    O Cônsul Geral da Arábia Saudita em Istambul, Mohammad Otaibi, deixou a Turquia para Riade em meio ao crescente escândalo em torno do desaparecimento.

    Tags:
    G7, Cônsul Geral da Arábia Saudita, The Washington Post, Jamal Khashoggi, Mohammad Otaibi, Riade, Turquia, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik