09:20 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados americanos trabalhando na construção da nova base na Polônia

    Expansão de base dos EUA causará sérios danos à preciosa fauna na Polônia

    © Commander, U.S. Naval Forces Europe-Africa/U.S. 6th F
    Europa
    URL curta
    632

    As novas instalações militares dos EUA, tão desejadas pela Polônia, ocuparão região florestal, sendo assim, uma área – de quase 53 campos de futebol e abrigadora de espécies raras de animais – será derrubada.

    Engenheiros do Exército americano na Europa publicaram uma licitação para desmatar a floresta na Polônia, em torno da base aérea de Powidz, devido à construção de novas instalações militares no local.

    O acordo entre o Ministério de Defesa polonês e o Comitê de Inversões da OTAN afetou uma área florestal de 38,18 hectares, sendo equivalente a 53 campos de futebol.

    O objetivo da construção de novas instalações nas proximidades da base militar de Powidz é ampliar as capacidades do Exército americano na região. Segundo consta no documento, as instalações serão destinadas ao desenvolvimento "das capacidades das Forças Armadas dos EUA para melhoramento da segurança na Europa".

    O Pentágono desembolsou US$ 140 milhões (R$ 530 milhões) para a construção das instalações e compra de terras na Polônia, sendo que US$ 87 milhões (329 milhões) deste valor serão destinados aos trabalhos na área vizinha à base de Powidz.

    O projeto conjunto entre Polônia e EUA, que visa à expansão da base militar de Powidz é parte da Iniciativa Europeia de Segurança criada em 2014, pela administração do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, para fortalecer a presença das Forças Armadas na Europa com o suposto objetivo de combater "ameaça russa".

    Além do dinheiro gasto por ambos os países, outro fato importante é que o projeto das novas instalações será extremamente prejudicial ao meio ambiente da região, já que implica o desmatamento da floresta protegida pelo projeto europeu Natura 2000, visando justamente, a conservação das espécies raras de animais, aves e seus habitats, além de proibir o desmatamento de árvores, entretanto, será concedida uma exceção ao Departamento de Defesa dos EUA.

    O documento também enfatiza que a "segurança pública", que é justamente a suposta finalidade da construção das novas instalações, seria mais importante do que o meio ambiente, bem como a proteção de aves raras e seus habitats. "Os interesses públicos fundamentais mencionados anteriormente, incluem a segurança pública, cuja proteção deve ser considerada prioridade máxima sobre qualquer outro objetivo original de proteção da natureza na região de cobertura do programa Natura 200", como citado no documento.

    A especialista do Instituto Russo de Estudos Estratégicos, Oksana Petrovskaya, acredita na possibilidade de um protesto por parte da União Europeia, já que uma área protegida será desmatada, ressaltando que essa não será a primeira vez que Varsóvia entrará em conflito com Bruxelas por questões ambientais e que "o conflito entre Polônia e União Europeia está crescendo e por isso a presença das tropas americanas na Polônia é tão importante".

    Mais:

    Por que Polônia se apressa tanto a albergar base norte-americana em seu território?
    Varsóvia espera por nova base militar dos EUA na Polônia em 2019
    Polônia quer americanos mais presentes na Europa para estabilização da segurança
    Tags:
    floresta, base militar, desmatamento, base aérea, Pentágono, Polônia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik