00:14 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Cantora espanhola Montserrat Caballé participa de um programa de TV, em 2005 (foto de arquivo)

    Cantora espanhola Montserrat Caballé morre em Barcelona aos 85 anos

    © AP Photo / Eckehard Schulz
    Europa
    URL curta
    401

    A cantora soprano Montserrat Caballé, nascida em 1933, faleceu na madrugada deste sábado (6) no hospital Sant Pau de Barcelona, informaram fontes da entidade médica.

    De acordo com a agência AFP, citando os serviços funerários da cidade catalã, o velório da cantora se realizará no domingo (7) e o próprio funeral na segunda-feira (8).

    A célebre artista tem estado internada desde meados de setembro, enquanto seus problemas de saúde se agravaram há bastante tempo. Segundo fontes familiares, ela tinha um problema na vesícula, escreve El Mundo.

    De fato, foi seu precário estado que a impediu inclusive de comparecer no Tribunal de Barcelona em 2015 no âmbito de um processo sobre sua alegada evasão fiscal no total de meio milhão de euros, tendo a audiência sido realizada por videoconferência.

    Montserrat Caballé é considerada uma das melhores sopranos do século passado. Sua linda história artística começou ocasionalmente, quando foi chamada para substituir sua colega durante uma apresentação no famoso Carnegie Hall, em Nova York. Na época, ela era desconhecida, mas seu talento fez com que o exigente público nova-iorquino lhe dedicasse uma salva de palmas de 20 minutos.

    A cantora recebeu numerosos prêmios e títulos internacionais, entre os quais se destacam a Ordem de Dona Isabel a Católica, Comendadora da Ordem das Artes e Letras da França e, desde 1974, era embaixadora honorária das Nações Unidas e Embaixadora da Boa Vontade da UNESCO.

    Mais:

    Festival de música militar Spasskaya Bashnya volta a conquistar a capital russa
    Cantora Demi Lovato é internada com suspeitas de overdose de heroína
    Tags:
    soprano, cantora, ONU, Montserrat Caballé, Barcelona, Catalunha, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik