16:52 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira nacional polonesa sobre a Praça Zamkowy.

    Premiê da Polônia elogia a decisão da UE em abandonar realocação forçada de migrantes

    © AP Photo / Alik Keplicz
    Europa
    URL curta
    0 50

    A cúpula informal da UE confirmou que o bloco abandonou o esquema de realocação obrigatória de migrantes, uma decisão considerada "muito positiva" pelo primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki nesta quinta-feira.

    Os participantes da atual cúpula da UE na cidade austríaca de Salzburgo confirmaram que a migração secundária na União Europeia apresentava riscos para o espaço Schengen e conclamaram os países-membros da UE a tomarem medidas destinadas a impedir que os migrantes se movam pelo bloco.

    "As decisões são muito positivas para a Polônia. Eles dizem que a recepção de qualquer refugiado será voluntária. A Polônia não será forçada a participar de qualquer esquema de recepção de refugiados", disse Morawiecki.

    O primeiro-ministro apontou que a decisão foi tomada por iniciativa da Polônia e outros três estados do Grupo Visegrad: República Tcheca, Hungria e Eslováquia.

    Os estados de Visegrad condenaram o esquema de relocação de migrantes e recusaram-se a aceitar migrantes e refugiados, que chegaram a outros estados membros da UE.

    A União Europeia tem experimentado uma crise de migração em larga escala desde 2015, devido ao afluxo de milhares de migrantes e refugiados que fogem de crises no Oriente Médio e Norte da África. Recentemente, o Conselho Europeu concordou em vários aspectos da política de migração do bloco, incluindo o estabelecimento de "plataformas regionais de desembarque em estreita cooperação com países terceiros" e centros controlados nos estados membros da UE para processar solicitações de refúgio. O reassentamento ou realocação de migrantes em todo o bloco deve ser feito voluntariamente em meio à falta de consenso.

    Tags:
    Espaço Schengen, grupo de Visegrad, União Europeia, Conselho Europeu, Mateusz Morawiecki, República Tcheca, Eslováquia, Hungria, Polônia, Norte da África, Oriente Médio, Europa, salzburgo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik