14:18 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Área interditada pela polícia na cidade inglesa de Salisbury, condado de Wiltshire, onde o ex-espião russo Sergei Skripal foi encontrado com sintomas de envenenamento

    Polícia britânica fecha restaurante após duas pessoas passarem mal em Salisbury

    © AP Photo/ Steve Parsons
    Europa
    URL curta
    413

    A polícia do Reino Unido decidiu interditar um restaurante após duas pessoas ficarem doentes enquanto comiam no estabelecimento, localizado na cidade inglesa de Salisbury, palco do misterioso envenenamento do ex-agente russo Sergei Skripal e de sua filha Yulia no início deste ano.

    ​"A polícia foi chamada pelo serviço de ambulância para Prezzo, High Street, Salisbury, às 18h45 de hoje, após um incidente médico envolvendo duas pessoas — um homem e uma mulher", disseram as autoridades. "Como medida de precaução, o restaurante e as estradas ao redor foram isolados enquanto os policiais comparecem ao local e estabelecem as circunstâncias em torno do que os levou a ficar doentes".

    Ex-oficial do Departamento Central de Inteligência (GRU), a agência de inteligência militar russa, Skripal, condenado em seu país por traição, foi encontrado inconsciente, junto com sua filha, em um banco de shopping em Salisbury em março passado. De acordo com as autoridades britânicas, eles teriam sido vítimas de uma tentativa de assassinato por envenenamento com o agente nervoso A234 (também conhecido como Novichok), atribuída por Londres ao governo russo. Moscou, no entanto, nega qualquer participação no episódio, considerando tal alegação absurda e sem fundamento. 

    Recentemente, Londres disse ter identificado os russos Aleksandr Petrov e Ruslan Boshirov como os suspeitos do ataque em Salisbury, acusando a inteligência militar russa (GRU) de orquestrar o suposto envenenamento.

    Na quinta-feira, no entanto, o canal RT divulgou uma entrevista com Petrov e Boshirov, na qual os dois refutaram qualquer envolvimento no caso Skripal, dizendo que eles não tinham relação com o GRU e visitavam o apenas Reino Unido como turistas. Os dois enfatizaram que trabalhavam na área de suplementos esportivos, e não como oficiais de inteligência, e que visitaram Salisbury em março apenas para fazer turismo.

    Mais:

    EUA, França, Alemanha e Canadá apoiam avaliação de Londres quanto ao ataque de Salisbury
    Kremlin: 'suspeitos' de envenenamento de Skripal não têm nada a ver com Putin
    Moscou: Londres mente sobre suspeitos de envenenar Skripal
    Tags:
    envenenamento, Ruslan Boshirov, Aleksandr Petrov, Yulia Skripal, Sergei Skripal, Londres, Moscou, Salisbury, Inglaterra, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik