08:36 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Ilustração, código binário

    Bruxelas cria escritório especial para monitoramento da 'ameaça russa' na internet

    © REUTERS / Kacper Pempel
    Europa
    URL curta
    401

    O Serviço de Informação Geral e Segurança da Bélgica criou um escritório para monitorar as ameaças cibernéticas russas e chinesas, informou a Comissão Parlamentar de Defesa do país em um relatório.

    A sessão do Comitê de Defesa ocorreu em junho, mas o relatório sobre os resultados da sessão foi divulgado nesta sexta-feira.

    "Quanto à ciber-ameaça russa, o Serviço de Informações Gerais e Segurança do Ministério da Defesa contratou um funcionário encarregado de um grupo de trabalho não permanente… As atividades da China também estão sendo monitoradas", disse o representante do serviço ao comitê, segundo o relatório.

    Além disso, Bruxelas desenvolveu um plano para recrutar especialistas civis e militares para fortalecer a segurança cibernética do país, que será submetido à consideração do Ministro da Defesa em breve, de acordo com o relatório.

    A Rússia tem sido repetidamente acusada de realizar ataques cibernéticos. Moscou, no entanto, refuta as acusações. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que o Ocidente não possui argumentos para suas alegações infundadas.

    Mais:

    Noruega e Reino Unido teriam se unido contra 'ameaça russa' para cumprir vontades dos EUA?
    EUA precisam de 'ameaça russa' para financiar Pentágono, diz analista
    EUA criam grupo para combater ameaça russa no ciberespaço
    EUA teriam elaborado plano de luta contra 'ameaça russa'
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik