03:08 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin e seu colega francês Emmanuel Macron

    Macron propõe fortalecimento da parceria estratégica entre Europa, Rússia e Turquia

    © Sputnik / Alexey Nikolsky
    Europa
    URL curta
    9145

    De acordo com o presidente francês, Emmanuel Macron, os europeus devem construir uma parceria estratégica com a Rússia e a Turquia, já que estes dois países são importantes para a segurança coletiva e portanto devem ser ligados à Europa.

    Anteriormente, Emmanuel Macron, ao discursar na Universidade Sorbonne de Paris, propôs criação de uma força europeia de intervenção até 2020, que poderia ser rapidamente posicionada em caso de uma crise. De acordo com ele, a Europa é "muito frágil, muito lenta e muito ineficaz".

    "Não podemos construir em longo prazo uma Europa sem pensar nas relações com a Rússia e a Turquia", afirmou Macron em discurso perante embaixadores franceses na capital do país nesta quinta-feira (30).

    Os presidentes de Estados Unidos e França, Donald Trump e Emmanuel Macron, durante uma coletiva de imprensa em Paris (arquivo)
    © Sputnik / Irina Kalashnikova
    "Será que hoje podemos continuar falando clara e francamente sobre a pertinência da Turquia na União Europeia, quando todo dia o presidente da Turquia […] reafirma projeto pan-islâmico, que vai contra os princípios europeus? Ou seja, essas medidas regulares contradizem nossos princípios", acrescentou.

    Segundo Macron, nesse caso, entraria uma parceria estratégica. 

    "Então, é preciso construir uma parceria estratégica ao invés de associação à União Europeia. A parceria estratégica com a Rússia e com a Turquia, porque estas duas potências são importantes para nossa segurança coletiva e devem ser ligadas à Europa, já que estes povos têm uma história em comum com a Europa. E nós devemos construir nosso futuro juntos", frisou o líder francês.

    Além disso, Emmanuel Macron apontou que o mecanismo de coordenação com a Rússia sobre a Síria, criado na cidade russa de São Petersburgo, já deu primeiros frutos, em particular, na área humanitária.

    "O mecanismo de coordenação com a Rússia, criado em São Petersburgo, deu o primeiro efeito, em particular, na área humanitária", assinalou.

    Em julho, o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que o avião russo entregou mais de 40 toneladas da ajuda humanitária da França à Síria. Segundo o ministério, os medicamentos e produtos de necessidades diárias serão distribuídos entre a população civil em Ghouta Oriental.

    Tags:
    parceria estratégica, Emmanuel Macron, Turquia, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik