20:14 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Boris Johnson em Moscou.

    Boris Johnson diz que mulheres de burca parecem 'caixas de correio'

    © Sputnik / Alexey Filipov
    Europa
    URL curta
    1052

    O ex-ministro britânico das Relações Exteriores Boris Johnson afirmou que mulheres vestindo burca parecem "caixas de correio" e ladrões de banco. Sua declaração criou uma disputa dentro de seu próprio partido, Conservador, e pode dar dicas de quem será o próximo primeiro-ministro do Reino Unido.

    Em texto no jornal Daily Telegraph na segunda-feira (6), Johnson disse que se opunha ao banimento de burcas e outras roupas que cobrem o rosto, mas escreveu que era "absolutamente ridículo que as pessoas escolhessem sair por aí parecendo caixas de correio".

    Seu artigo atraiu críticas de grupos muçulmanos e colegas políticos — incluindo alguns Conservadores.

    Mohamed Sheikh, fundador do Fórum Muçulmano Conservador, disse que o artigo de Johnson estava "totalmente fora de ordem".

    Tanto o presidente do Partido Conservador, Brandon Lewis, quanto a primeira-ministra Theresa May afirmaram que Johnson deve um pedido de desculpas.

    Ex-prefeito de Londres e um dos maiores defensores do Brexit, Johnson renunciou ao cargo de secretário de Relações Exteriores em julho, acusando a primeira-ministra Theresa May de matar "o sonho do Brexit" com seu plano de buscar estreitos laços econômicos com a União Europeia depois que o Reino Unido deixar o bloco no próximo ano.

    A renúncia solidificou a posição de Johnson como líder da ala pró-Brexit do Partido Conservador, que está profundamente dividida sobre sua atitude em relação à UE.

    Muitos esperam que May enfrente um desafio de liderança se as negociações do Brexit não melhorarem — e Johnson poderá buscar tomar o cargo de premiê.

    Mais:

    12 pessoas são presas durante manifestação contra Trump na Inglaterra
    Momento desconfortável: Trump quebra protocolo e confunde a Rainha da Inglaterra (VÍDEO)
    Substância desconhecida deixa 2 pessoas internadas na Inglaterra
    União Europeia já não conta mais com a saída da Inglaterra em outubro, diz jornal
    Tags:
    Boris Johnson, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik