20:19 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Ambulância na república autoproclamada de Donetsk, foto referencial

    Donetsk acusa tropas ucranianas de ataque a veículo médico que deixou 3 mortos

    © Sputnik / Sergei Averin
    Europa
    URL curta
    302

    Tropas ucranianas atacaram veículo médico da milícia, anunciou a jornalistas o chefe da assessoria de imprensa do comando estratégico da autoproclamada República Popular de Donetsk, Daniil Bezsonov.

    "Hoje no decorrer da prestação de ajuda à população civil morreram três dos nossos defensores", declarou Bezsonov.

    Segundo ele, na madrugada da terça-feira (7), uma residente de Naberezhnoe ligou para o Serviço de Primeiros Socorros se queixando de dor no coração.

    Médicos de uma das subdivisões da milícia de Donetsk foram prestar assistência médica.

    "Um automóvel Ural com um motorista e duas médicas foi enviado […] O Ural contava com todos os sinais de veículo médico. Além disso, movia-se com todas as luzes ligadas", contou Bezsonov.

    O veículo foi atacado em movimento por um míssil guiado anti-tanque, resultando na morte do motorista e das duas médicas.

    Bezsonov assinalou também que nas últimas 24 horas tiros da parte das tropas ucranianas se intensificaram. As Forças Armadas ucranianas já violaram o armistício seis vezes.

    O conflito no leste da Ucrânia entre as autoproclamadas Repúblicas de Donetsk e Lugansk e autoridades ucranianas já matou mais de 10 mil pessoas desde abril de 2014. O acordo de paz assinado em Minsk em 2015 ajudou a reduzir as hostilidades, mas confrontos continuam.

    Mais:

    Ucrânia se gaba de novos mísseis guiados antitanque (VÍDEO)
    EUA preparam tropas de reconhecimento ucranianas para operarem em Donbass
    Donetsk: Forças Armadas ucranianas atacam posições de unidades nacionalistas em Donbass
    'Doping' para Forças Armadas da Ucrânia: EUA financiam exército para compra de armas
    Tags:
    conflito, médico, morte, Forças Armadas da Ucrânia, República Popular de Donetsk, Donetsk, Leste da Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik