04:58 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Angela Merkel e Emmanuel Macron.

    Lideranças na UE, Macron e Merkel vêem queda na popularidade

    © AP Photo / Michael Sohn
    Europa
    URL curta
    410

    A insatisfação das pessoas com os principais governos da UE parece estar aumentando, já que pesquisas recentes mostram queda nas avaliações do presidente francês Emmanuel Macron e das coalizões da hanceler alemã, Angela Merkel.

    O apoio à União Democrata Cristã (CDU), partido de Merkel, além de seu partido irmão, a União Social Cristã da Bavária (CSU), caiu para o nível mais baixo desde 2006, segundo revelou uma pesquisa da Emnid, publicada pela Bild am Sonntag.

    A CDU / CSU está atualmente com 29% no índice, o menor resultado em 12 anos. O partido de Merkel ficou venceu as eleições federais do país em setembro de 2017, com 33% dos votos.

    Emmanuel Macron, presidente da França, assistindo a vitória francesa sobre a Bélgica em São Petersburgo
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Tal situação é preocupante para a CSU, que parece correr o risco de perder sua maioria absoluta no maior estado da Alemanha, a Bavária, após a eleição regional em outubro.

    A pesquisa não forneceu nenhuma explicação para os resultados, mas a coalizão de Merkel quase se desfez em junho devido a um racha causado pela crise dos imigrantes. Merkel teve muita dificuldade para conseguir formar o governo.

    O ministro do Interior alemão e líder da CSU, Horst Seehofer, ameaçou renunciar se o fluxo de pessoas buscando asilo na Alemanha não fosse contido. Um acordo foi finalmente alcançado depois que foi acordado que a Alemanha impedirá os imigrantes registrados em outros lugares de entrar no país e os mandará ao ponto de volta. No entanto, o dano político já havia sido feito.

    Enquanto isso, na França, Macron também bateu seu próprio recorde, confofrme escreveu o Journal du Dimanche, comentando os resultados da pesquisa, realizada para o jornal pela Ifop.

    O apoio ao presidente francês caiu de 41% para 37% no período entre 18 e 27 de julho, revelou a pesquisa.

    É a pior avaliação de Macron desde que se tornou presidente da França em maio de 2017, com 66,1% dos votos em um segundo turno contra Marine Le Pen.

    O pior resultado anterior de Macron foi registrado em agosto de 2016, quando ele registrou apoio por 40% da população francesa.

    O Journal du Dimanche ligou o declínio da popularidade do líder francês ao escândalo envolvendo seu então guarda-costas e conselheiro de segurança, Alexandre Benalla.

    Um vídeo surgiu no começo de julho mostrando Benalla atacando os manifestantes durante os protestos de 1º de maio em Paris. O auxiliar foi filmado violentamente, espancando um manifestante e arrastando uma mulher, enquanto usava um capacete anti-motim policial. Em seguida, com a publicidade alcançada pelo caso, Benalla foi demitido por Macron.

    Mais:

    Macron se diz contra acordo entre UE e EUA
    Macron defende 'Europa mais unida' contra Trump
    Ex-guarda-costas de Macron é indiciado por agredir manifestante
    Policiais são presos acusados de encobrir agressão de assessor de Macron a manifestante
    Macron estará nas semifinais da França na Copa da Rússia, apesar do boicote britânico
    Tags:
    índice de aprovação, Pesquisa de opinião, Le Journal du Dimanche, União Democrata Cristã, União Social Cristã, Alexandre Benalla, Horst Seehofer, Emmanuel Macron, Angela Merkel, Alemanha, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik