17:43 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Marine Le Pen, candidata presidencial francesa

    Partido de Marine Le Pen tem recursos congelados e pode deixar de existir

    © AFP 2018 / Charly Triballeau
    Europa
    URL curta
    124

    O Parlamento Europeu, assim como a Justiça francesa, decidiu congelar o financiamento do Encontro Nacional, o antigo Frente Nacional, de Marine Le Pen, segundo informa a mídia frances.

    O financiamento destinado aos membros do Parlamento Europeu pelo partido para o exercício de suas atividades, assim como recrutamento de pessoal, foi congelado diante da suspeita de mau uso dos fundos, informou o jornal Le Journal du Dimanche.

    No início de julho, os juízes de Paris, Claire Thepaut e Renaud Van Ruymbeke, ordenaram a retenção de 2 milhões de euros em subsídios do governo francêss destinados a financiar o partido.

    Os promotores suspeitaram que o partido que criou-se um sistema secreto de peculato usando os fundos europeus para pagar assistentes do partido, que lidam com assuntos do partido não relacionados com o âmbito da União Europeia.

    Le Pen refutou as acusações contra seu partido, dizendo que ela considerava as ações da justiça francesa como ilegais, acusando os promotores de tentativa de "matar" o principal partido de oposição da França.

    De acordo com o líder da organização, seu partido pode deixar de existir já no final de agosto, uma vez que seria incapaz de pagar seus funcionários.

    Mais:

    França pede que mulheres denunciem casos de assédio durante comemorações da Copa
    Por que objetos indígenas ainda não voltaram da França para o Brasil?
    Italianos estão enfurecidos com Mona Lisa usando uma camisa da França após vitória na Copa
    Otimismo em excesso? França já começou a fabricar camiseta com 2 estrelas do bicampeonato
    Tags:
    corrupção, peculato, Le Journal du Dimanche, Parlamento Europeu, União Europeia, Renaud Van Ruymbeke, Claire Thepaut, Marine Le Pen, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik