03:02 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    303
    Nos siga no

    A União Europeia prometeu manter as sanções contra Pyongyang até a desnuclearização da península da Coreia, disse nesta segunda-feira a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, após a sessão do conselho de relações exteriores do bloco.

    Em meados de junho, o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, declarou que o seu país também não possui planos de retirada das sanções contra Coreia do Norte.

    "Nós [países da UE] estamos em consenso sobre o apoio dos dois processos. Em primeiro lugar, o de desnuclearização. Vamos manter a pressão das sanções, como fizemos com o Irã. Não retiramos as sanções após 12 anos de negociações, mas somente após o cumprimento do acordo pelo Irã. Por isso estamos falando de um longo caminho. Ou seja, a pressão será mantida", garantiu Mogherini.

    "Em segundo lugar, vamos apoiar com todos os meios os esforços diplomáticos", concluiu a autoridade.

    No dia 12 de junho, em Singapura, o presidente dos EUA, Donald Trump, se reuniu com o presidente da Coreia do Norte, Kim Jong-un. Esse foi o primeiro encontro dos líderes desses países na história.

    Na ocasião, Trump anunciou a assinatura de um documento para a desnuclearização da península da Coreia, que será iniciado o "mais rápido possível".

    Mais:

    Coreia do Sul suspende exercícios de defesa civil por diplomacia com Kim Jong-un
    Chancelaria da Coreia do Norte se diz 'desapontada' com encontro com Mike Pompeo
    Pompeo fala em progresso no diálogo com Coreia do Norte
    Coreia do Norte diz que desnuclearização pode falhar após conversas com EUA
    EUA e Coreia do Norte criam 'grupo de trabalho' para acertar desnuclearização
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar