18:09 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Policiais investigando o caso do ex-espião russo Sergei Skripal, em Salisbury (Inglaterra), 13 de março de 2018

    Após novo incidente, polícia britânica isola restaurante visitado por Skripals

    © AP Photo /
    Europa
    URL curta
    714

    A polícia de Wiltshire, no Reino Unido, está investigando um incidente envolvendo um homem de 30 anos perto do restaurante Zizzi, em Salisbury. O local foi visitado por Yulia e Sergei Skripal visitaram o dia do suposto ataque com agente nervoso A234, o Novichok. A polícia chegou a isolar a rua do local, mas já liberou a passagem.

    Embora poucos detalhes tenham sido divulgados pela polícia até agora, os policiais comunicaram que estão adotando "medidas de grande precaução para garantir a segurança pública". Os Skripals comeram no restaurante no mesmo dia em que foram envenenados.


    Informações ainda não confirmadas apontam que o homem em questão é um sem-teto e adoeceu do lado de fora de uma loja próxima ao restaurante. Uma testemunha afirmou ao canal Sky News que o homem estava "sentado no chão e falando completamente consciente".
    Dawn Sturgess, de 44 anos, morador de Wiltshire, morreu no domingo (8) após ter sido exposta ao agente nervoso. Tanto ela quanto seu parceiro, Charlie Rowley, foram expostos ao agente. Rowley ainda está em estado crítico.
    Abaixo, veja algumas imagens de Wiltshire começaram a aparecer nas mídias sociais.

    ​"Salisbury continua sob alerta enquanto a polícia de Wiltshire e seus paramédicos trabalham sobre um incidente envolvendo um homem de 30 anos nessa Tesco, em Salisbury, próximo à cada de John Baker, onde vivia Dawn Sturgees", diz o tweet.

    ​"Médicos atendem a um homem de 30 anos no restaurante de Salisbury em que comeram Serguei e Yulia Skripal", diz este outro tweet.

    "Incidente em Salibsury envolvendo um homem na casa dos 30 anos. A polícia está tomando medidas de precaução", diz este tweet com imagens do local. 

    As preocupações acerca do agente nervoso A234 começaram no início de março, após Yulia e Sergei Skripal serem encontrados inconscientes em um banco público em Salisbury.

    Após uma investigação por funcionários do Reino Unido, as autoridades britânicas afirmaram que os dois haviam sido expostos ao agente e que o incidente foi orquestrado pela Rússia. As alegações foram negadas pelo governo russo.

    Tags:
    A234, agente nervoso, Novichok, envenenamento, Tesco, Polícia de Wiltshire, Dawn Sturgess, Charlie Rowley, Yulia Skripal, Sergei Skripal, Salisbury, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik