21:54 15 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Theresa May durante uma coletiva de imprensa na cúpula da União Europeia em 21 de outubro de 2016

    Theresa May lamenta renúncia de secretário do Brexit e é questionada por adversários

    © AFP 2018 / STEPHANE DE SAKUTIN
    Europa
    URL curta
    110

    A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, lamentou a decisão do secretário do Brexit, David Davis, de renunciar.

    Ainda no domingo (8), a mídia trouxe à público a renúncia de Davis devido a discordâncias com Theresa May acerca dos futuros acordos alfandegários com a União Europeia (UE).

    "Sinto muito que você tenha escolhido deixar o governo quando já fizemos tanto progresso no sentido de entregar um Brexit suave e bem-sucedido, quando estamos a apenas oito meses da data estabelecida na lei para o Reino Unido deixa a União Europeia", May disse em uma carta a Davis obtida pelo jornal The Guardian.

    A primeira-ministra também agradeceu a Davis por "tudo" que ele "fez nos últimos dois anos como secretário de Estado para moldar nossa saída da UE".

    "Lamento que o governo não tenha o benefício de sua perícia e conselho contínuos enquanto garantimos este acordo e concluímos o processo de deixar a UE", acrescentou May.

    No início de julho, May disse que seu gabinete havia fechado um acordo com base nos laços do Reino Unido com a União Européia depois do Brexit. Um documento delineando sua posição deve ser publicado ainda nesta semana.

    O documento, segundo afirmou a primeira-ministra, proporá uma zona de livre comércio entre UE e Reino Unido para produtos industriais e agrícolas, bem como um território alfandegário comum, colocando o gabinete em rota de colisão com partes dos defensores do Brexit de dentro do grupo dos conservadores no poder. 

    O governo do Reino Unido anteriormente estava inclinado a estabelecer um regime de união aduaneira de pleno direito com o bloco, sem quaisquer exceções e com a aplicação das tarifas da OMC.

    Adversários políticos vêem falta de autoridade de May no episódio

    O líder trabalhista britânico Jeremy Corbyn acredita que a renúncia de Davis mostra a incapacidade da primeira-ministra de implementar o Brexit.

    "David Davis renunciando em um momento tão crucial mostra @Theresa_May não tem mais autoridade e é incapaz de entregar o Brexit. Com seu governo no caos, se  ela se apega, está claro que ela está mais interessada em se manter mais por si mesma do que por servir as pessoas do nosso país", disse Corvyn no Twitter.

    A renúncia de Davis foi seguida pela renúncia de seu vice, o ministro do Brexit Steve Baker e outra ministra do Brexit Suella Braverman.

    Tags:
    brexit, Brexit, União Europeia, Theresa May, Jeremy Corbyn, David Davis, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik