21:29 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O presidente da França, Emmanuel Macron, é visto durante o Fórum Econômico Internacional em Davos em 24 de janeiro de 2018

    Irã enaltece Macron por tentar resgatar acordo nuclear

    © AP Photo / Markus Schreiber
    Europa
    URL curta
    280

    O presidente iraniano, Hassan Rouhani, aplaudiu nesta quinta-feira (5) os esforços do presidente francês, Emmanuel Macron, para resgatar o histórico acordo nuclear do Irã após a saída dos EUA.

    "Falando com o presidente da França, Emmanuel Macron, na quinta-feira (5) por telefone, o dr. Hassan Rouhani descreveu as tentativas da França de manter o acordo nuclear como algo positivo", afirma um comunicado divulgado em seu site.

    O ministro das Relações Exteriores do Irã é esperado em Viena na sexta-feira (6) para negociações com os principais diplomatas franceses, russos, alemães, chineses e britânicos sobre o futuro do acordo, que conseguiu gerar consenso entre os países sobre o programa nuclear iraniano limitando a pesquisa em troca do alívio de sanções.

    Rouhani disse que espera que os países criem um "programa operacional claro" sobre como compensar as conseqüências da saída dos EUA e sua decisão unilateral de reimpôr as sanções ao Irã.

    O presidente Donald Trump encerrou a participação dos Estados Unidos no acordo ainda no ano de 2015, anunciando o retorno gradual das sanções econômicas ao Irã. Trump também alertou as empresas da União Europeia que deveriam abandonar as operações no país ou também enfrentariam medidas punitivas.

    Mais:

    Irã pode causar crise energética mundial e crescimento incontrolado do preço do petróleo?
    Irã ameaça reduzir a cooperação com a agência nuclear da ONU
    Quando a situação no Oriente Médio é tão quente que no Irã nem chove
    Presidente do Irã acusa EUA e Israel de ajudarem terroristas na Síria
    Irã diz que sanções de Trump são um 'tiro no pé dos EUA'
    Irã arranja forma de contornar as sanções de Washington
    Tags:
    JCPOA, acordo nuclear, Plano Conjunto de Ação Integral (JCPOA), Hassan Rouhani, Emmanuel Macron, Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, Alemanha, China, Irã, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik