17:54 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente francês Emmanuel Macron fala ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo, na França, em 17 de Abril de de 2018.

    Para Macron, encontro informal da UE trouxe consensos sobre crise de refugiados

    © AP Photo / Jean Francois Badias
    Europa
    URL curta
    0 0 0

    A cúpula informal entre 16 países da União Europeia sobre a crise dos refugiados trouxe consenso entre os Estados membros sobre a segurança na fronteira e a migração secundária, afirmou neste domingo (24) o presidente francês, Emmanuel Macron.

    Neste domingo (24), o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, convocou o que chamou de uma "reunião de trabalho informal" sobre questões de migração, com todos os estados membros da UE interessados convidados a participar.

    "Foi uma reunião útil […]. Primeiro, houve uma posição holística, o que significa que não focamos apenas em um aspecto, essa posição abrange tanto decisões externas, proteção de fronteiras, quanto decisões domésticas — em relação à migração secundária", disse Macron.

    O consenso foi alcançado em áreas como a melhoria da cooperação com os países de onde os migrantes fluem, de acordo com o presidente.

    “Em segundo lugar, estou contente que as conversas nos permitiram nos livrar de decisões que não correspondem aos nossos valores, em particular de decisões relacionadas com os métodos que não cumpriam as leis internacionais ou europeias”, observou Macron.

    A Europa vive uma crise migratória desde 2015, devido ao afluxo de milhares de imigrantes e refugiados que fogem de crises nos seus países de origem, no Oriente Médio e no Norte da África. Centenas de milhares de imigrantes tentam chegar aos Estados da UE usando várias rotas, incluindo a Itália, a Grécia, a Turquia e os Balcãs.

    Mais:

    Premiê sueco defende sistema unificado para refugiados na Europa
    Macron ameaça impor sanções a países da União Europeia que se recusam a receber refugiados
    Venezuela e Cuba lideram pedidos de refugiados no Brasil, diz relatório
    Reunião de Macron com novo premiê italiano termina com farpas e desacordo sobre refugiados
    ONU treina militares brasileiros para evitar abuso sexual contra refugiados venezuelanos
    18 refugiados morrem na sequência de ataque da coalizão ocidental na Síria
    Tags:
    crise de imigrantes, crise de refugiados, refugiados, União Europeia, Jean-Claude Juncker, Emmanuel Macron, Turquia, Grécia, Balcãs, Itália, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik