23:20 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Regiões da Rússia. Crimeia

    Agência estadunidense Bloomberg publica mapa com Crimeia 'neutra' indignando Ucrânia

    © Sputnik / Vitaly Belousov
    Europa
    URL curta
    270

    A agência norte-americana Bloomberg publicou um mapa do mundo em que a península da Crimeia tem um estatuto neutro, não pertencendo a nenhum país.

    A imagem, publicada no Twitter da agência, está ligada a uma notícia sobre eleições em países em desenvolvimento.

    A Ucrânia está marcada com cor amarela, significando que as eleições decorrerão em 2019.

    A Rússia está marcada com cinza escuro, sendo um país onde as eleições já tiveram lugar, enquanto a Crimeia é de cor cinza claro, que significa neutro.

    A Embaixada da Ucrânia em Washington pediu à agencia para que mudasse a cor da península no mapa, declarando que a Crimeia faz parte da Ucrânia e deve ser marcada com amarelo.
    Logo depois disso, a Blomberg apagou o mapa controverso de sua conta.

    Comentando o incidente, o deputado do Conselho de Estado da República da Crimeia, Vladislav Ganzhar, qualificou a publicação de tal mapa na mídia ocidental como "um sinal importante".

    "Acho um sinal importante o fato de a Bloomberg não ter marcado a Crimeia como parte da Ucrânia ao publicar o mapa. Todos nos lembramos da posição que tinha a mídia ocidental quando a península se reintegrou na Rússia. Agora, passados mais de quatro anos, todos no mundo entendem que a Crimeia é parte integrante da Rússia", opinou o político em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    A Crimeia se separou da Ucrânia e se reintegrou na Rússia após realizar em março de 2014 um referendo em que mais de 96% dos votantes apoiaram esta opção.

    O referendo foi levado a cabo um mês depois do golpe de Estado na Ucrânia que desencadeou um conflito armado no sudeste do país.

    A Ucrânia, União Europeia, EUA e vários outros países não reconheceram a reunificação da Crimeia com a Rússia, com Kiev considerando ainda a península como território ucraniano.

    As autoridades russas ressaltaram por inúmeras vezes que a reunificação ocorreu de forma legal e de acordo com o direito internacional.

    Mais:

    Como reintegrar Donbass? Ucrânia revela detalhes do plano B
    Ucrânia está se aproximando de 'catástrofe' e não tem como evitá-la, adverte deputado
    Outro delírio? Ucrânia propõe converter Crimeia em ilha
    Tags:
    disputa, mapa, Bloomberg, Ucrânia, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik