02:16 11 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, segura um martelo cerimonial antes de uma reunião entre os ministros da Defesa do bloco e o da Geórgia, em Bruxelas, em 16 de fevereiro de 2017

    Expansão militar? OTAN decide criar sedes na Alemanha e nos EUA

    © REUTERS / Francois Lenoir
    Europa
    URL curta
    114

    Os ministros da Defesa da OTAN concordaram em fundar novas sedes de comando na Alemanha e nos Estados Unidos, além de aprovarem a nova iniciativa de prontidão, disse o secretário-geral da aliança, Jens Stoltenberg, nesta quinta-feira (7), na sede da organização, em Bruxelas.

    "Nós concordamos que nosso novo Comando Conjunto da Força para o Atlântico será baseado em Norfolk, EUA e um novo Comando de Habilitação em Ulm, na Alemanha — essencial para os reforços da OTAN", disse Stoltenberg, conforme citado pela porta-voz da OTAN, Oana Lungescu, no Twitter.

    ​"O minstros da Defesa acabaram de decidir outras medidas para fortalecer nossa segurança conjunta, adaptando a estrutura de comando OTAN e contratando mais de 1.200 funcionários", acrescentou na rede social.

    O secretário-geral ainda afirmou que os ministros aprovaram a Iniciativa de Prontidão dos quatro 30s, que prevê que a aliança tenha 30 batalhões mecanizados, 30 esquadrões aéreos e 30 embarcações de combate prontos dentro de 30 dias ao menos até 2020.

    Na quarta-feira (6), a Sputnik Brasil já havia noticiado que a organização se preparava, através de seus ministros da Defesa, para aprovar uma nova estrutura de comando, mais simplificada. A intenção com essas novas medidas seria a criação de uma força com capacidade de uma resposta mais rápida, acelerando a chegada de forças da aliança a áreas de crise nas 29 nações que compõem o bloco.

    Mais:

    Portugal, aliado fiel da OTAN
    Ex-chefe da OTAN: Rússia venceria guerra com Ucrânia em apenas alguns dias
    OTAN nunca 'dará as costas' ao diálogo com a Rússia, afirma Mattis
    OTAN impulsiona iniciativa '30 batalhões, 30 navios e 30 esquadrões aéreos'
    Su-34, caça-bombardeiro russo que apavora OTAN
    OTAN pretende neutralizar 'ameaça russa' com arma fabricada na Rússia? (FOTO)
    Tags:
    cooperação militar, OTAN, Oana Lungescu, Jens Stoltenberg, Estados Unidos, Bruxelas, Alemanha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik