22:31 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Aço é manipulado por operário em usina na fábrica siderúrgica alemã Salzgitter AG, em Salzgitter, Baixa Saxônia, em 3 de março de 2016

    Novas tarifas dos EUA podem reduzir exportações europeias de aço em 50%

    © REUTERS / Fabian Bimmer
    Europa
    URL curta
    762

    As exportações europeias de aço para os Estados Unidos podem ser reduzidas em 50% em função das novas tarifas norte-americanas, disse Axel Eggert, diretor-geral da Associação Europeia de Aço (Eurofer), aos repórteres.

    "Segundo nossas estimativas, 50% (das exportações) serão bloqueadas", afirmou.

    Ele também apontou que o número dependerá da situação dos preços no mercado dos EUA.

    "Quanto maior o preço, mais fácil será lidar com essas taxas", disse ele.

    Segundo Eggert, a exportação europeia de aço para os EUA poderia ficar seriamente prejudicada.

    O aço excedente poderá permanecer no mercado da União Europeia (UE) ou sua produção também poderá ser reduzida. Segundo o empresário, tudo isso iria exercer pressão sobre o mercado europeu.

    Nas condições atuais, não será fácil encontrar novos mercados rentáveis ​​fora da UE para vender essa produção, concluiu o diretor da Eurofer.

    Em 31 de maio, os EUA encerraram a isenção concedida ao México, Canadá, Coreia do Sul, União Européia e alguns outros países, das tarifas de 25% sobre as importações de aço e de 10% sobre as de alumínio. 

    Mais:

    Trudeau: Visão de que aço e alumínio canadenses são ameaça aos EUA é 'insultante'
    'Brasil deveria exigir sanções aos EUA por sobretaxar aço e alumínio', diz especialista
    Na questão do aço, EUA deixam o Brasil entre a cruz e a caldeirinha
    Guerra comercial: China pressiona EUA a anular tarifas sobre aço e alumínio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik