16:06 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados e bandeira da OTAN

    OTAN deve aprovar nova estrutura de comando para 'acelerar respostas' militares

    © REUTERS / Ints Kalnins
    Europa
    URL curta
    204

    Os ministros da Defesa da OTAN se concentrarão em aprovar uma nova estrutura de comando, mais simplificada, para uma resposta mais rápida e chegada de forças da aliança a áreas de crise de 29 nações, afirmou nesta quarta-feira (6) a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Kay Bailey Hutchison.

    "Acreditamos que essa nova estrutura de comando nos dará uma capacidade de comando mais forte, mais eficiente e haverá uma oferta de mais duas sedes, que Alemanha e os Estados Unidos se ofereceram para sediar", disse Hutchison a repórteres em uma coletiva de imprensa do telefone. sede da aliança em Bruxelas.

    As decisões finais sobre a nova estrutura de comando serão tomadas no próximo encontro de líderes nacionais da OTAN em Bruxelas, em julho, disse Hutchison.

    "Estamos nos certificando de que a OTAN está apta para o propósito contra a intrusão externa de qualquer país em quaisquer dos nossos 29 membros", disse ela.

    Os ministros da Defesa da OTAN se reunirão na quinta (7) e na sexta-feira (8) para se prepararem para a cúpula de julho. O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse nesta quarta-feira (6) que espera que o encontro desta semana aprove um aumento de mais de 1,2 mil funcionários para a nova estrutura de comando.

    Mais:

    OTAN impulsiona iniciativa '30 batalhões, 30 navios e 30 esquadrões aéreos'
    Su-34, caça-bombardeiro russo que apavora OTAN
    OTAN pretende neutralizar 'ameaça russa' com arma fabricada na Rússia? (FOTO)
    Israel participará pela 1ª vez em manobras da OTAN perto da Rússia
    OTAN prepara unidade de 30 mil soldados para retaliar alegada 'invasão russa'
    Tags:
    cooperação militar, OTAN, OTAN, Kay Bailey Hutchison, Jens Stoltenberg, Estados Unidos, EUA, Alemanha, Bruxelas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik