08:35 20 Junho 2018
Ouvir Rádio
    BMW

    Auf Wiedersehen, BMW: Trump quer 'banir' carros alemães dos EUA

    © Sputnik / Alexey Kudenko
    Europa
    URL curta
    1008

    As montadoras alemãs podem ser expulsas dos Estados Unidos, uma vez que o presidente Donald Trump quer impedi-las de cruzar as estradas americanas, segundo a revista alemã Wirtschaftswoche.

    A publicação citou vários diplomatas europeus e norte-americanos que afirmavam que Trump disse a seu colega francês Emmanuel Macron, em abril, que manteria sua política comercial por tempo suficiente até que nenhum modelo da Mercedes-Benz estivesse rolando pela Quinta Avenida de Nova York.

    A administração Trump abriu uma investigação sobre se as importações de veículos prejudicaram a indústria automobilística norte-americana. Dentro da União Europeia (UE), a Alemanha é o maior exportador de carros para os Estados Unidos.

    As montadoras alemãs controlam 90% do mercado de automóveis de luxo dos EUA. A BMW possui as marcas Rolls-Royce e BMW. Já a Daimler tem a Mercedes-Benz enquanto a Volkswagen controla a Bentley, a Bugatti, a Porsche e a Audi.

    Dados da associação da indústria ACEA mostram que as importações de carros de passageiros da UE dos Estados Unidos renderam 6,2 bilhões de euros (US$ 7,3 bilhões) no ano passado, enquanto as exportações para o país superaram 37 bilhões de euros.

    Em 2017, as montadoras alemãs montaram 804.000 carros nas fábricas dos EUA, exportando outros 657.000 para a América do Norte, de acordo com a associação da indústria VDA.

    Espera-se que Trump decida nesta quinta-feira se vai pôr fim a uma isenção da UE de tarifas sobre as importações de aço e alumínio dos EUA. Berlim já avisou que uma medida como essa poderia levar a uma guerra comercial prejudicial.

    As autoridades alemãs criticaram a investigação sobre as importações de veículos, o que poderia levar a tarifas de até 25% sobre os mesmos fundamentos de "segurança nacional" que Washington usou para impor taxas de metais em março.

    Analistas da Evercore ISI disseram na semana passada que a imposição de tarifas causaria um ônus de 4,5 bilhões de euros para os fabricantes alemães, destruindo seus negócios.

    Mais:

    Putin e Trump podem se encontrar em julho na Alemanha, diz assessor do Kremlin
    Trump: Alemanha deve somas enormes aos EUA e à OTAN pela defesa
    Alemanha adverte Trump contra ameaças à 'coesão da Europa' e da OTAN
    Tags:
    importações, economia, sanções, relações comerciais, União Europeia, VDA, Daimler, Audi, Volkswagen, Mercedes-Benz, BMW, ACEA, Emmanuel Macron, Donald Trump, Alemanha, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik