21:16 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Após plebiscito, irlandeses comemoram nas ruas a legalização do aborto

    Irlanda faz plebiscito e quase 70% da população aprova legalização do aborto

    © REUTERS / Max Rossi
    Europa
    URL curta
    525

    A Irlanda foi às urnas neste sábado (26) e 66,4 % da população aprovou a legalização do aborto no país.

    A maioria aprovou a proposta de revogar a oitava emenda à Constituição da Irlanda e permitir que o governo introduza nova legislação. A oitava emenda introduzida em 1983 reconheceu o direito igual à vida tanto para a mãe quanto para o feto, efetivamente proibindo abortos em quase todas as circunstâncias.

    Sob a legislação alterada, todas as mulheres serão capazes de interromper a gravidez antes de 12 semanas, enquanto aquelas mulheres cuja saúde ou vida é ameaçada pelo trabalho de parto poderão abortar até 24ª semana de gravidez.

    A participação no plebiscito realizado na sexta-feira foi de cerca de 64%. O primeiro-ministro da Irlanda, Taoiseach Leo Varadkar, disse em um post no Twitter que "uma revolução silenciosa aconteceu".

    "Fantástica multidão no Castelo de Dublin. Dia memorável. Uma revolução silenciosa aconteceu, um grande ato democrático", escreveu.

    Mais:

    STF convoca audiência pública para ouvir opiniões sobre descriminalização do aborto
    Argentinas vão às ruas cobrar legalização do aborto
    Protestos contra proibição de aborto em caso de estupro e risco de morte tomam o Brasil
    Senado chileno flexibiliza lei de aborto
    Tags:
    aborto, Irlanda
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik