01:46 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Tropas da OTAN realizam desembarque massivo de anfíbio na costa de Utska, na Polônia do Norte, durante os exercícios militares marítimos da OTAN BALTOPS (operações bálticas), em 17 de novembro de 2015, no mar Báltico.

    Moscou: OTAN coloca em risco a segurança dos países bálticos

    © AP Photo / JANEK SKARZYNSKI / AFP
    Europa
    URL curta
    1172
    Nos siga no

    Moscou pediu à OTAN que evite a escalada das tensões militares nas proximidades das fronteiras russas para não colocar em risco a segurança nacional dos países bálticos, disse a representante do ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

    "Pedimos aos líderes da Aliança Atlântica para levar em conta o fato de que a escalada das tensões militares nas proximidades das fronteiras com a Rússia aumentará os riscos para a segurança nacional de todos os países da região do Báltico", disse Zakharova durante uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira.

    A diplomata russa sublinhou que a situação política e militar na Europa está se deteriorando graças aos esforços incansáveis ​​da OTAN de reforçar as suas capacidades militares no "flanco oriental", o que se reflete na militarização da região do Báltico.

    Segundo Zakharova, a região do Báltico, antes tranquila do ponto de vista militar, tornou-se uma área de medo.

    Durante a cúpula da OTAN, em julho de 2016, a Organização do Tratado Atlântico Norte aprovou um aumento sem precedentes de sua presença militar na Europa Oriental e decidiu implantar quatro batalhões multinacionais na Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia.

    Moscou argumenta que a implantação desses contingentes nas proximidades de suas fronteiras representa uma ameaça à sua segurança, além de ser uma medida provocativa que carece de fundamento real, já que não há ações agressivas por parte da Rússia na região.

    Mais:

    Ex-chefe da OTAN diz que nenhum general quer lutar contra Rússia
    Inimigo fictício nas manobras da OTAN se parece muito com Rússia, diz mídia
    Rússia está 'confortável' em usar armas nucleares e OTAN deve agir, diz conselho dos EUA
    EUA obrigam países não nuclearizados da OTAN a ensaiar ataques nucleares contra a Rússia
    Furious Hammer: países da OTAN realizam exercícios militares na fronteira com a Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar