13:03 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Angela Merkel e Vladimir Putin se reúnem em Sochi, na Rússia, 18 de maio de 2018

    As Flores do Mal: Putin insultou Merkel ao oferecer flores?

    © Sputnik / Sergey Guneev
    Europa
    URL curta
    38954

    Jornalistas do tabloide alemão Bild detectaram um significado oculto no fato do presidente da Rússia, Vladimir Putin, ter presenteado um buquê de flores à chanceler da Alemanha, Angela Merkel, antes da reunião dos dois líderes em Sochi, na Rússia.

    O jornal avaliou criticamente o encontro entre Putin e Merkel e classificou a reunião realizada na semana passada, em 18 de maio, de "duelo diplomático".

    De acordo com os jornalistas da publicação, apesar do encontro ter sido divulgado como uma visita de trabalho, na verdade o que aconteceu foi uma troca de ataques, que começaram imediatamente na entrada da residência presidencial em Sochi, onde Putin presenteou a chanceler alemã com um buquê de flores.

    "Parece um gesto de cortesia, mas na verdade é um insulto", diz o artigo e explica que os políticos no mundo todo devem apertar as mãos e não oferecer flores.

    Segundo o jornal, as flores eram necessárias para lembrar Merkel de que ela é uma mulher. No entanto, os jornalistas não explicam o porquê disso ser ofensivo.

    Mais cedo, Bild publicou um artigo criticando a visita de Merkel à Rússia e afirmou que durante a reunião Putin deixou claro quem é o chefe na cena política mundial.

    Por sua vez, durante a reunião a chanceler alemã salientou que a manutenção das boas relações com a Rússia faz parte dos interesses estratégicos do seu país.

    Chanceler da Alemanha, Angela Merkel
    © Sputnik / Sergey Guneev
    Chanceler da Alemanha, Angela Merkel

    Mais:

    Não é 'fetiche': Merkel defende aumento de gastos militares da Alemanha
    Alemanha apoia resgate da Argentina junto ao FMI
    Trump teria perguntado a Merkel como se comportar com Putin
    Gregos preferem Putin a Merkel e Trump
    Tags:
    relações bilaterais, Angela Merkel, Vladimir Putin, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik