21:44 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Militantes do grupo terrorista Daesh, o autodenominado Estado Islâmico

    Daesh assume responsabilidade por ataque em Paris

    © AP Photo / Karim Kadim
    Europa
    URL curta
    535

    O grupo terrorista Daesh (proibido na França, no Brasil, na Rússia e em diversos outros países) reclamou na noite deste sábado a autoria do ataque com faca ocorrido hoje em Paris, conforme informou a mídia local.

    Mais cedo, um sujeito desconhecido atacou vários pedestres na região central da capital francesa, matando uma pessoa e deixando outras quatro feridas. O agressor foi morto a tiros pela polícia em seguida. Pouco depois, as autoridades disseram que a ação teria características de um ato terrorista islâmico, principalmente considerando-se o fato de que o criminoso teria gritado "Allahu Akbar" (Deus é o maior) durante as agressões, muito comum nesse tipo de evento.

    De acordo com órgãos de imprensa, a organização extremista emitiu uma nota afirmando que o responsável pelo atentado de hoje era "um soldado do Daesh" e que a atrocidade seria uma resposta aos bombardeios contra seus territórios na Síria e no Iraque.

    Em comunicado transmitido pelo seu Twitter, o presidente francês, Emmanuel Macron, se solidarizou com as vítimas e parabenizou os agentes das forças de segurança pela maneira como reagiram ao ataque.

    "Todos os meus pensamentos vão às vítimas e aos feridos no ataque com faca perpetrado nesta noite em Paris, assim como a seus próximos. Eu saludo em nome de todos os franceses a coragem dos policiais que neutralizaram o terrorista", afirmou Macron.

    Mais:

    Coalizão dos EUA efetua outro ataque contra província síria matando 9 pessoas
    Pelo menos 26 são mortos em ataque no Burundi
    Ataque em mesquita na África do Sul deixa 3 mortos
    Tags:
    terrorista, terrorismo, ataque, Estado Islâmico, Twitter, Daesh, Emmanuel Macron, Paris, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik