04:24 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Presidente Vladimir Putin da Rússia (R) se reúne com presidente do Irã, Hassan Rohani, à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, 28 de setembro de 2015

    Reino Unido e Israel querem que Rússia impeça novos ataques do Irã

    © REUTERS / Mikhail Klimentyev/Kremlin
    Europa
    URL curta
    25022

    A primeira-ministra britânica Theresa May e primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmaram nesta quinta-feira (10) que a Rússia deveria usar sua influência na Síria para evitar futuros ataques do Irã no Oriente Médio, disse um porta-voz do governo britânico por meio de um comunicado.

    Mais cedo neste mesmo dia, as Forças de Defesa de Israel (FDI) disseram que seus aviões de guerra haviam atacado posições iranianas na Síria durante a noite, um ataque que teria disparado dezenas de foguetes contra o território sírio em resposta aos ataques iranianos contra as FDI.

    "Eles concordaram que é vital para a comunidade internacional trabalhar juntos para conter a atividade regional desestabilizadora do Irã, e que a Rússia deveria usar sua influência na Síria para evitar novos ataques iranianos", disse o porta-voz após conversas entre Theresa May e Benjamin Netanyahu.

    O porta-voz acrescentou que May havia condenado os ataques iranianos contra as FDI e apoiou o direito israelense de se proteger "contra a agressão iraniana".

    Esta não é a primeira declaração de autoridades do Reino Unido pedindo que a Rússia use sua influência sobre a Síria para evitar uma escalada de violência.

    Outras declarações do tipo foram feitas pelo ministro das Relações Exteriores Boris Johnson e também pelo vice-representante permanente do Reino Unido para as Nações Unidas, Jonathan Allen.

    Mais:

    União Europeia promete acionar os EUA na OMC se sanções ao Irã prejudicarem negócios
    Irã afirma que não irá discutir nenhuma disposição do acordo nuclear
    Netanyahu compara o Irã à Alemanha nazista durante as conversações com Putin
    Rússia não teme sanções dos EUA por envolvimento com Irã
    Tags:
    Guerra da Síria, ONU, Forças de Defesa de Israel (FDI), Jonathan Allen, Boris Johnson, Benjamin Netanyahu, Vladimir Putin, Theresa May, Oriente Médio, Síria, Israel, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik