13:39 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Estátua de Karl Marx foi revelada em Trier, cidade natal do filósofo

    Estátua de Marx é revelada na Alemanha durante celebrações de bicentenário (FOTO)

    © AP Photo / Michael Probst
    Europa
    URL curta
    9136

    Uma grande estátua do filósofo alemão Karl Marx foi revelada neste sábado em sua cidade natal de Trier, no oeste da Alemanha, durante as celebrações do bicentenário de seu nascimento.

    Cerca de 200 convidados, incluindo uma delegação chinesa, aplaudiram quando o tecido vermelho brilhante que cobria a estátua em que Marx estava, com sua barba bem conhecida, se levantou.

    Marx estabeleceu os fundamentos teóricos do comunismo, uma ideologia segundo a qual o processo histórico leva à abolição da propriedade privada dos meios de produção e ao desaparecimento das classes sociais. As duas obras mais famosas nas quais ele expõe seus pensamentos são o Manifesto Comunista e o Capital.

    A cerimônia e os discursos em Trier foram interrompidos às vezes por gritos e vaias dos manifestantes.

    "O presente da China é um pilar e uma ponte para a nossa sociedade", disse Malu Dreyer, governador do Estado da Renânia-Palatinado.

    Um grupo alemão representando as vítimas do comunismo criticou as festividades, observando que não houve debate sobre o apoio de Marx à violência para abolir as classes sociais.

    "Dizemos sim a um debate sobre Marx, mas não à sua adoração", disse o líder do grupo, Dieter Grombowski, em um comunicado.

    A revelação da grande escultura de bronze de 4,4 metros, doada pela China, provocou críticas de alguns que atribuem a Marx os crimes cometidos pelos socialistas revolucionários na Rússia, na China e em outros países em nome do comunismo.

    Quando a Alemanha foi dividida no final da Segunda Guerra Mundial, o setor oriental teve um regime comunista de 1949 até a reunificação em 1990. Alguns alemães orientais dizem que não superaram os efeitos de longo prazo da repressão do regime.

    Karl Marx nasceu em Trier em 5 de maio de 1818 e morou lá até os 17 anos de idade. Ele morreu no exílio em Londres em 1883.

    Mais:

    Trump: 'comunismo é o passado, a liberdade é o futuro'
    Trump promete combater a 'tirania do comunismo'
    Romênia tem os maiores protestos em massa desde a queda do comunismo
    Tags:
    proletariado, trabalhadores, estátua, Manifesto Comunista, O Capital, comunismo, Dieter Grombowski, Malu Dreyer, Karl Marx, Trier, China, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik