23:22 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    221
    Nos siga no

    A Agência Estatal de Investigação e Proteção da Bósnia e Herzegovina prendeu nesta sexta-feira (27) o ex-general bósnio Atif Dudakovic, juntamente com 11 outros ex-militares suspeitos de terem cometido crimes de guerra contra os sérvios durante a Guerra da Bósnia entre 1992 e 1995, disse a agência.

    As prisões foram realizadas por ordem do Gabinete do procurador da Bósnia e Herzegovina.

    Na década de 1990, Dudakovic serviu como comandante do 5º Corpo do Exército Bósnio, que operava no Cantão de Una-Sana. Todos os 12 detidos serão acusados de crimes contra a humanidade e crimes de guerra contra civis durante as guerras iugoslavas.

    "Os crimes de guerra que são objeto da investigação estão relacionados com a morte de várias centenas de civis e prisioneiros de nacionalidade sérvia nos municípios da Bósnia Ocidental, em 1995, bem como com crimes contra a população [eslavo-muçulmana] da Província Autônoma da Bósnia Ocidental, em 1994", afirmou Boris Grubesic, porta-voz do Ministério Público da Bósnia e Herzegovina.

    Segundo relatos, a prisão veio após uma investigação sobre Dudakovic, que começou há 12 anos.

    Estabelecida em 1992, a Bósnia e Herzegovina estava em estado de guerra até que o Acordo de Paz de Dayton foi assinado, em 1995. O acordo, negociado pelos Estados Unidos e assinado na cidade norte-americana de Dayton, tinha como objetivo reconciliar muçulmanos bósnios e Croatas, predominantes na Bósnia e Herzegovina, com os sérvios, levando a existência da Republika Srpska como uma entidade autônoma.

    Mais:

    EUA violam tratado de não-proliferação ao ter armas nucleares na Europa, diz Moscou
    Opinião: nomeando Rússia 'patrocinadora do terrorismo', EUA querem deitar mão à Europa
    EUA e Europa concordam sobre preservação do acordo nuclear iraniano
    China busca apoio da Europa para barrar a agressão comercial dos EUA
    Tags:
    crimes de guerra, crimes contra a humanidade, Atif Dudakovic, Dayton, Estados Unidos, República Srpska, Sérvia, Bósnia e Herzegovina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar