20:52 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    332
    Nos siga no

    Menos da metade dos cidadãos da União Europeia considera a globalização um fenômeno positivo.

    Mais de um terço da população europeia considera a imigração como algo negativo. E quase a metade desconfia dos motivos políticos das decisões dos respectivos governos. Esses foram os resultados de uma pesquisa encomendada pela Comissão Europeia.

    A pesquisa, cujos resultados foram publicados nesta segunda-feira pela Comissão Europeia, indicou que a maioria dos europeus considera de forma positiva a vida no bloco. No entanto, o mesmo recorte demonstra preocupação com a desigualdade social e os processos de tomada de decisão política.

    "No total, 47% dos europeus consideram a globalização como positiva, contra 21% de pessoas que descordam do processo. Outros 39% consideram a imigração como algo positivo, e 33% discordam dessa posição", informa o comunicado da Comissão Europeia. 

    Mais da metade considera que as pessoas possuem oportunidades iguais para o desenvolvimento pessoal (58%). No entanto, essa cifra oculta grandes diferenças regionais sobre o tema: 81% na Dinamarca e 18% na Grécia.

    A grande maioria dos europeus considera existir uma patente desigualdade na distribuição de renda no continente (84%).

    Quase 60% dos entrevistados de todos os países, com exceção da Dinamarca, consideram que os governos devem adotar medidas para reduzir a desigualdade na distribuição de renda.

    A pesquisa foi realizada em 2017, e contou com a participação de mais de 28 mil pessoas em toda UE.

    Mais:

    Aplicativo de mensagens Telegram relata falhas de conexão na Europa e no Oriente Médio
    Cristianismo 'morto'? Estudo sugere decadência das religiões na Europa
    Como George Soros influencia situação política na Europa Central?
    Alemanha adverte que mísseis com ogivas nucleares de Pyongyang poderiam chegar à Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar