03:44 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, secando as lágrimas (foto de arquivo)

    Entrada da Turquia na União Europeia fica cada vez mais distante

    © AP Photo / Emrah Gurel
    Europa
    URL curta
    360

    A Comissão Europeia em Bruxelas em breve deve divulgar uma atualização negativa do processo da tentativa da Turquia de entrar na União Europeia (UE).

    Numa versão preliminar do próximo relatório, a Comissão da UE observou que "a Turquia deu grandes passos para longe da UE" e que há "um sério problema nos domínios da justiça, reforma da administração pública, direitos fundamentais e liberdade de expressão". A Comissão também previu outras o aumento de questões "em um número crescente de outras áreas", segundo o site Politico.

    A minuta do relatório também exige que a Turquia decida "encerrar o estado de emergência sem prorrogações", referindo-se a "medidas desproporcionais" usadas por seu presidente, Recep Tayyip Erdogan, e sua administração, incluindo demissões e prisões após uma tentativa de golpe de 15 de julho de 2016..

    Erdogan decretou um estado de emergência após uma tentativa de golpe militar no país. Desde a tentativa, cerca de 150 mil pessoas foram colocadas sob custódia e pelo menos 110 mil funcionários públicos foram demitidos. Além disso, pelo menos 150 jornalistas, além de muitos autores e ativistas de direitos, foram detidos.

    "Há um enorme afastamento da União Europeia", disse à Reuters uma autoridade da UE, que pediu anonimato.

    Além disso, o relatório acrescenta que "acima de tudo, a Turquia precisa reverter a atual tendência negativa no estado de direito e nos direitos fundamentais" e "o enfraquecimento de uma efetiva separação de poderes no sistema político deve ser abordado".

    No entanto, o relatório elogiou a economia da Turquia e seu "excelente desempenho" ao hospedar cerca de 4 milhões refugiados sírios.

    A versão final do relatório oficial será divulgada terça-feira (17).

    Mais:

    'Ações devem ser tomadas': Erdogan apoia ataques dos EUA na Síria
    Força do ciúme? Erdogan 'rouba' moça de Putin (VÍDEO)
    Erdogan: Turquia e Rússia combaterão terrorismo juntas na Síria
    Putin e Erdogan pretendem acelerar a entrega de sistemas S-400 para Turquia
    Tags:
    refugiados sírios, união europeia, União Europeia, Recep Tayyip Erdogan, Síria, União Europeia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik