05:23 20 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, em Budapeste, 8 de abril de 2018

    Orban: povo húngaro quer parar Soros e 'elite globalista'

    © AP Photo / Darko Vojinovic
    Europa
    URL curta
    470

    O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, disse nesta terça-feira que sua estrondosa vitória eleitoral prova que o povo húngaro quer impedir a interferência do bilionário norte-americano George Soros no país, informou AFP.

    Durante uma coletiva de imprensa com a imprensa internacional, dois dias após a eleição, Orban disse que seu governo já tinha elaborado um pacote legislativo "Stop Soros" antes da votação.

    "A razão pela qual submetemos este pacote antes das eleições era permitir que os eleitores húngaros votassem conhecendo as nossas intenções", disse o político de 54 anos.

    O partido Fidesz-União Cívica Húngara, de Orban, conseguiu a maioria de dois terços no parlamento do país e poderá governar com bastante folga, segundo analistas.

    Uma das principais promessas de campanha do Fidesz era deter a "elite globalista" liderada pelo financista George Soros e por Bruxelas, minando a segurança da Europa e a cultura cristã através da imigração em massa de muçulmanos.

    Imagens de Soros, de origem húngara, foram usadas na campanha de Orban, quando este retratava os candidatos da oposição como "candidatos de Soros".

    Críticos disseram que a medida lembrava a propaganda anti-semita do passado, pois Orban alertava sobre um "inimigo" que "não é nacional, mas internacional" e "especula com dinheiro".

    Grupos da sociedade civil financiados por Soros e seus funcionários enfrentam há muito tempo regulamentações incômodas, perseguição de autoridades locais, ameaças e abuso online.

    O pacote "Pare de Soros" promete aumentar a pressão, taxando e limitando a atuação de organizações não-governamentais financiadas por recursos estrangeiros.

    Mais:

    Hungria critica 'cota de refugiados' da UE e diz que cada migrante custa R$115 mil ao país
    Cristianismo é a 'última esperança' da Europa, diz premiê da Hungria
    Hungria pede intervenção da OSCE na região da Transcarpátia, na Ucrânia
    Putin vai ensinar Judô ao premiê da Hungria
    Tags:
    ONGs, eleições, Eleições 2018, Fidesz, George Soros, Viktor Orban, Hungria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik