16:31 21 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Praça de São Pedro em Roma, Itália

    Vaticano prende sacerdote acusado de difundir pornografia infantil

    © Sputnik / Dmitriy Korobeinikov
    Europa
    URL curta
    222

    O Vaticano emitiu um comunicado neste sábado (7) em que ordenou a prisão preventiva do monsenhor Carlo Alberto Capella, por difusão e posse de pornografia infantil.

    Segundo o documento, Carlos Alberto Capella está em uma cela no Corpo da Gendarmaria, a polícia da Cidade do Vaticano.

    O texto também informa que a detenção ocorre após uma investigação feita pelo promotor de Justiça e que "o juiz instrutor tomou a decisão Com base nos parágrafos 3 e 5 do Artigo 10, da Lei VIII de 2013".

    O Parágrafo 3 desse artigo estabelece que aquele que "distribua, divulgue, transmita, importe, exporte, ofereça, venda ou guarde" material com conteúdo "de pornografia infantil" ou "distribua ou divulgue notícias ou informação com finalidade de exploração sexual de menores" será sancionado "com prisão de um a cinco anos" e uma multa de 2.500 a 50.000 euros. O ponto 5 diz que a pena pode ser superior se o material for "de ingente quantidade ".

    Em setembro do ano passado, o promotor de Justiça vaticana abriu uma investigação sobre o conselheiro depois que a polícia canadense o acusou de posse e distribuição de material pornográfico infantil, baixado durante uma viagem que o sacerdote realizou ao país em dezembro de 2016, segundo a imprensa italiana. Capella permaneceu no Vaticano desde a abertura da investigação.

    Mais:

    Exorcismo está em alta no Vaticano
    Vaticano elogia cessar-fogo na Síria
    Vaticano chama Jerusalém de 'cidade sagrada de cristãos, judeus e muçulmanos' e pede paz
    Ameaça de terror: grupo ligado ao Daesh promete atacar o Vaticano no Natal
    Diplomata do Vaticano em Washington é acusado de envolvimento com pornografia infantil
    Tags:
    pornografia infantil, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik