17:13 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Logotipo do metrô de Londres, no Reino Unido.

    'Ação preventiva?': Reino Unido remove 'potenciais terroristas' do transporte de Londres

    © flickr.com / Otto Kristensen
    Europa
    URL curta
    324

    As autoridades do Reino Unido identificaram e retiraram de seus empregos no setor de transportes de Londres pessoas cujas visões foram consideradas extremistas, e continuam a procurar potenciais ameaças, disse o Ministro do Estado para Segurança e Crimes Econômicos, Ben Wallace, nesta sexta-feira (6).

    De acordo com o ministro de Estado, as forças de segurança descobriram aqueles que "representam um risco para Londres e sua rede de transporte", mas a operação não foi concluída e outras mudanças podem ocorrer.

    O trabalho continuou além do transporte, segundo o funcionário.

    "Fizemos muito trabalho no ano passado sobre pessoas que trabalham em áreas sensíveis e que não deveriam estar ali, removendo essas pessoas de seus cargos", disse Wallace, conforme citado pelo jornal.

    O ministro de Estado enfatizou que a ameaça deve ser abordada por meio de prevenção e intervenção.

    "Nós temos um número agudo de pessoas neste país que são atraídas pelo extremismo ou pelo extremismo violento. Não podemos resolver o problema completamente, então desenvolvemos uma maneira de poder intervir antes sobre algumas pessoas. A ruptura é realmente importante", Wallace disse ao jornal.

    O ministro do Estado também falou à agência de notícias sobre soldados britânicos na Síria. Ele afirmou que apenas uma pequena quantidade de combatentes do Reino Unido estava tentando retornar ao país, agora que o grupo terrorista Daesh sofreu uma derrota decisiva na Síria e no Iraque. Alguns combatentes tentavam se reengajar na Síria.

    Londres sofreu vários incidentes terroristas em 2017, incluindo uma explosão na estação Parsons Green. Ninguém morreu na explosão, mas várias pessoas ficaram feridas.

    Mais:

    Rússia alertou Reino Unido sobre 'estar brincando com fogo' no caso Skripal
    Putin: agente nervoso citado em envenenamento no Reino Unido pode ser feito por 20 países
    Reino Unido é incapaz de provar que substância para envenenar Skripal era da Rússia
    Embaixada da Rússia pede que seus cidadãos reconsiderem planos de visitar o Reino Unido
    Tags:
    terrorismo, Underground, Ben Wallace, Iraque, Síria, Londres, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik