09:44 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente turcoRecep Tayyip Erdogan gesticula enquanto fala durante a coletiva de imprensa de encerramento após a Cúpula Extraordinária da Organização de Cooperação Islâmica, em Istambul.

    'Não dêem um passo tão imprudente': Turquia alerta França sobre ações na Síria

    © AP Photo / Emrah Gurel
    Europa
    URL curta
    12205

    Ancara pede à França que não tome medidas imprudentes na Síria, disse nesse sábado (31) o ministro da Defesa turco, Nurettin Canikli.

    Na quinta-feira (29), o presidente da França, Emmanuel Macron, se encontrou com uma delegação das Forças Democráticas Sírias (FDS), lideradas por curdos, e anunciou apoio a eles. 

    O presidente francês também expressou a esperança de um diálogo entre a Turquia e a FDS mediado pela França e pela comunidade internacional. A imprensa francesa informou que Paris decidiu ajudar a milícia curda a proteger a cidade síria de Manbij.

    "Esperamos que a França não dê um passo tão imprudente", disse Canikli, citado pela agência de notícias Anadolu.

    Segundo o ministro, no momento não há necessidade de instalar tropas estrangeiras na Síria, porque a ameaça representada pelo grupo terrorista Daesh diminuiu significativamente.

    "Em outras palavras, se a França tentar posicionar suas tropas no norte da Síria, violará a lei internacional. As atividades da França podem ser consideradas como uma tentativa de ocupar os territórios sírios", acrescentou a autoridade turca.

    Em 20 de janeiro, Ancara, juntamente com as forças do Exército Livre da Síria, da oposição, lançaram a Operação Ramo de Oliveira no distrito de Afrin, no norte da Síria, para "limpar" a fronteira da Turquia de grupos armados curdos, que são vistos como ameaça terrorista.

    Em 18 de março, o presidente turco Recep Tayyip Erdogan anunciou que Ancara havia estabelecido o controle total sobre Afrin. O líder turco, no entanto, disse em várias ocasiões que a operação turca no norte da Síria não terminaria com a tomada de Afrin e que a campanha seria expandida para outras partes do país devastado pela guerra, incluindo Manbij.

    Mais:

    Será que 'peste negra' foi trazida ao Iraque e Síria por jihadistas mesmo?
    Chancelaria russa: terroristas de Iraque e Síria usam a Ucrânia para chegar à Europa
    Príncipe saudita crê que presença militar dos EUA na Síria é necessária
    Mídia: Trump congelou fundos destinados à restauração da Síria
    Tags:
    ramo de oliveira, Exército Livre da Síria, Forças Democráticas Sírias, Daesh, Nurettin Canikli, Emmanuel Macron, Recep Tayyip Erdogan, Ancara, Afrin, Manbij, Paris, França, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik