10:39 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Membro da milícia da República Popular de Donetsk (RPD) de apelido Givi no aeroporto de Donetsk

    Tribunal ucraniano exige comparecimento de membro da milícia de Donetsk morto

    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Europa
    URL curta
    432

    Um tribunal municipal da região de Dnepropetrovsk, no sudeste ucraniano, exigiu ouvir em audiência o falecido comandante de batalhão da milícia da república autoproclamada de Donetsk, Mikhail Tolstykh, de apelido Givi, informa o portal Notícias da Ucrânia.

    A convocação judicial foi publicada em 30 de março no jornal oficial do governo Uryadovy Kurier. Nela são enumerados todos os artigos do Código Penal pelos quais Givi é acusado. Eles incluem atentado terrorista, reclusão ilegal e outros crimes.

    A audiência está marcada para 5 de abril, comunica o portal.

    Mikhail Tolstykh morreu em 8 de fevereiro de 2017 na cidade de Makeevka no leste ucraniano. Conforme dados prévios, o seu escritório foi bombardeado com lança-chamas Shmel. Também foi estudada a versão de explosão de uma bomba.

    No mês passado, o chefe da República Popular de Donetsk, Aleksandr Zakharchenko, declarou que todos envolvidos no assassinato de Givi foram identificados.

    Mais:

    Polônia anuncia apoio à entrada da Ucrânia na OTAN
    Militares ucranianos perdem drone em Donbass
    Milícia de Donetsk repele ataque de grupo de reconhecimento ucraniano
    Tags:
    lança-chamas, milícia, terrorismo, ataque, acusação, tribunal, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik