00:37 23 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Guarda Presidencial Grega marcha durante uma parada militar marcando o Dia da Independência da Grécia em frente ao prédio do Parlamento em Atenas, Grécia.

    Em referência à Turquia, Grécia disse que vai 'esmagar' ameaça remanescente dos Otomanos

    © REUTERS / Alkis Konstantinidis
    Europa
    URL curta
    10242

    Durante o aniversário da independência grega do domínio otomano, o premiê grego, Alexis Tsipras exigiu que a Turquia encerre suas atividades ilegais no Mar Egeu e respeite o direito internacional.

    "A Grécia hoje é um farol de valores, uma garantidora da estabilidade e segurança em nossa região. E por isso, não permitirá que ninguém pratique estratégias que ameacem a estabilidade e uma situação normal. E eu quero repetir o que todo Europa declarou oficialmente e unanimemente aqui, no canto histórico da nossa pátria, a Turquia deve parar as atividades ilegais no mar Egeu, deve respeitar os direitos soberanos da Grécia e Chipre, observar as regras resultantes do direito internacional", disse o primeiro-ministro da Grécia Alexis Tsipras no Dia da Independência.

    Tsipras enfatizou que a revolução de 25 de março de 1821 havia sinalizado uma vitória na luta pela liberdade e independência da pátria, pela "libertação das botas do conquistador". Segundo ele, é necessária uma forte defesa para garantir o absoluto respeito aos direitos soberanos e à integridade territorial.

    "A Grécia é um país que tem poderosas forças de dissuasão não para ameaçar, mas para garantir a paz e a estabilidade na região, a fim de servir ao princípio da cooperação mútua entre vizinhos", disse ele.

    Falando sobre a questão dos dois soldados gregos detidos na Turquia depois de acidentalmente cruzar a fronteira no início deste mês, o premiê disse que o governo está fazendo o máximo para garantir que eles voltem para casa no menor tempo possível.

    O ministro grego da Defesa Nacional, Panos Kammenos, prometeu "esmagar" aqueles que desafiavam a soberania da Grécia e apoiavam os planos do "Grande Império Otomano", citando a vitoriosa revolta grega contra os turcos em 1821-1832, que restabeleceu a Grécia como um país soberano.

    As relações entre a Grécia e a Turquia deterioraram-se drasticamente depois que um navio-patrulha turco atacou um navio da guarda costeira grega.

    A disputa data de 1996, quando os países discutiram sobre a afiliação territorial das duas ilhotas rochosas de Imia do arquipélago do Dodecaneso no Mar Egeu, o que levou a uma crise nas relações entre a Grécia e a Turquia. O conflito foi encerrado após a intervenção da comunidade internacional, da OTAN e dos Estados Unidos.

    Tags:
    Grande Império Otomano, Dia da Independência da Grécia, OTAN, Ministério da Defesa Nacional da Grécia, Alexis Tsipras, Panos Kammenos, Dodecaneso, Imia, Estados Unidos, Mar Egeu, Chipre, Turquia, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik