02:18 27 Maio 2018
Ouvir Rádio
    O então primeiro-ministro da Sérvia, Aleksandar Vucic, durante conferência de imprensa na cidade de Belgrado, na Sérvia.

    Sérvia homenageia vítimas de atentados da OTAN de 1999

    © AP Photo / Darko Vojinovic
    Europa
    URL curta
    290

    O presidente sérvio Aleksandar Vucic e membros do governo participaram no sábado (24) de uma cerimônia comemorativa do 19º aniversário lembrando as vítimas dos bombardeios da OTAN no sul do país, em 1999, informou um correspondente da Sputnik.

    A cerimônia central com a participação de Vucic, a primeira-ministra Ana Brnabic e outros membros do gabinete ocorreu na cidade de Aleksinac, destruída pelos atentados de abril e maio de 1999, quando 14 civis foram mortos, mais de 50 feridos e centenas de civis edifícios e infraestruturas foram demolidos.

    O evento sob o lema "Vamos perdoar, se pudermos, não vamos esquecer enquanto estivermos vivos" começou com o som das sirenes de alarme aéreo e toda a iluminação no centro da cidade foi desligada por alguns minutos.

    Mais de 3 mil pessoas se reuniram na praça em frente ao palco com os restos da parede de uma das casas arruinada pelo ataque. Imagens do bombardeio de Aleksinac foram mostrados em uma tela para o público.

    Mais cedo no sábado (24), em Belgrado, o vice-primeiro-ministro e ministro da Administração Interna, Nebojsa Stefanovic, e o ministro encarregado de Inovações e Desenvolvimento Tecnológico, Nenad Popovic, colocaram flores no monumento a Milica Rakic, de três anos, que morreu em 17 de abril de 1999, além de outras jovens vítimas dos ataques aéreos da OTAN.

    A delegação do governo também colocou coroas de flores no obelisco do prédio da Rádio Televisão da Sérvia. Seus 16 funcionários morreram em consequência do ataque aéreo da OTAN em 23 de abril de 1999. Eventos memoráveis também foram realizados em outras cidades do país.

    Em 1999, o confronto armado de separatistas albaneses do Exército de Libertação do Kosovo, do exército sérvio e da polícia levou ao bombardeio da República Federativa da Iugoslávia, naquela altura constituído pela Sérvia e Montenegro. O bombardeio foi realizado pelas forças da OTAN lideradas pelos EUA.

    Os ataques aéreos da OTAN continuaram de 24 de março a 10 de junho de 1999. O número exato de vítimas é desconhecido. Segundo as autoridades da Sérvia, cerca de 2,5 mil pessoas, incluindo 89 crianças, foram mortas e cerca de 12,5 mil pessoas  ficaram feridas nos atentados. Segundo várias fontes, o dano material é avaliado entre US$ 30 bilhões e US$ 100 bilhões.

    A operação militar foi realizada sem a aprovação do Conselho de Segurança da ONU e com base nas alegações dos países ocidentais de que as autoridades da Iuguslávia haviam realizado uma limpeza étnica na região do Kosovo e provocaram uma catástrofe humanitária no país.

    Mais:

    O que OTAN busca com atividade crescente de submarinos no Ártico?
    Caso Skripal: OTAN declara apoio ao Reino Unido
    'Ei, OTAN, cadê você?', pergunta Erdogan
    Moscou: OTAN está criando espaço 'Schengen militar' na Europa
    Tags:
    bombardeio da OTAN de 1999, OTAN, Aleksandar Vucic, Iuguslávia, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik