02:56 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, durante entrevista coletiva em Moscou (arquivo)

    Zakharova diz que Boris Johnson foi envenenado com ódio e falta de profissionalismo

    © Sputnik / Sergei Pyatakov
    Europa
    URL curta
    0 93

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, criticou duramente nesta tarde as polêmicas declarações do chanceler britânico, Boris Johnson, que, mais cedo, acusou o governo russo de fazer um uso político da Copa do Mundo nos mesmos moldes do que fez a Alemanha nazista com as Olimpíadas de 1936.

    Em um comunicado divulgado no seu perfil do Facebook, Zakharova disse que Johnson está envenenado com ódio e raiva e que é assustador o fato de ele representar uma potência nuclear.

    "Se não há qualquer clareza no envenenamento dos Skripal [Sergei e Yulia], devido à recusa da Grã-Bretanha em fornecer informações, as coisas são diferentes com Boris Johnson: é óbvio que ele está envenenado pelo ódio, pela raiva, pela falta de profissionalismo e a grosseria", afirmou ela, citando o caso do ex-espião russo envenenado na Inglaterra junto com sua filha. 

    De acordo com a representante da diplomacia russa, as recentes posições da chancelaria britânica não deixam dúvidas de que todas as ações de Londres em relação a Moscou têm como objetivo criar a imagem de um inimigo, mesmo que para isso seja necessário inventar motivos absurdos, colocando em jogo a paz e a estabilidade global. 

    Mais:

    MRE russo permite possibilidade de Reino Unido dirigir 'caso Skripal'
    Caso Skripal: OTAN declara apoio ao Reino Unido
    Polônia pode expulsar diplomatas russos em solidariedade ao Reino Unido
    Reino Unido vai continuar a emitir vistos a russos mesmo após fechamento de consulado
    Tags:
    Boris Johnson, Yulia Skripal, Sergei Skripal, Maria Zakharova, Londres, Moscou, Inglaterra, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik