00:39 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo francês, Emmanuel Macron, antes da visita à exposição “Pedro I. Czar na França. Ano de 1717” no Palácio de Versalhes, em Paris.

    Putin responde a Macron sobre caso Skripal

    © Sputnik / Aleksey Nikolskyi
    Europa
    URL curta
    Envenenamento de ex-espião russo (102)
    11281

    O presidente russo, Vladimir Putin respondeu a Emmanuel Macron, presidente da França acerca do caso de Sergei Skripal. Mais cedo, Macron teria pedido explicações a Putin sobre a questão.

    A conversa aconteceu por telefone nesta segunda-feira (19). Putin apontou a falta de fundamentação das acusações sobre o envolvimento da Rússia no ataque ao ex-espião Sergei Skripal no Reino Unido, segundo divulgou o Kremlin em um comunicado.

    "Os lados discutiram o incidente em Salisbury. O líder russo, chamou a atenção para a natureza infundada das acusações contra a Rússia e reiterou a disposição de Moscou para realizar investigações conjuntas do incidente", disse o comunicado.

    O serviço de imprensa do governo francês divulgou nesta segunda-feira (19) que Macron teria cobrado explicações de Putin sobre o caso.

    Sergei Skripal e sua filha, Yulia Skripal, continuam em estado crítico após terem sido encontrados desacordados em shopping da cidade de Salisbury, no Reino Unido.

    O incidente instaurou uma crise diplomática entre os governos da Rússia e do Reino Unido, que têm trocado farpas publicamente.

    O Reino Unido expulsou diplomatas russos de seu território e suspendeu relações com Moscou. Em resposta, o Kremlin declarou um grupo de 23 funcionários da embaixada britânica na capital russa como personae non gratae, além de suspender duas instalações do Reino Unido no país.

    No domingo (18), Vladimir Putin afirmou que  todas as armas químicas russas foram destruídas com supervisão de observadores internacionais.

    Nesta segunda-feira (19), o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, deu uma declaração à imprensa ao lado do secretário de Relações Exteriores britânico, Boris Johnson, prestando solidariedade ao Reino Unido.

    Tema:
    Envenenamento de ex-espião russo (102)

    Mais:

    Revelado possível método de envenenamento do ex-espião russo Skripal
    Eslováquia nega relação com substância que envenenou Skripal
    Rússia está 'surpresa' com o acusações do Ocidente sobre envenenamento no caso Skripal
    Chanceler do Reino Unido: envenenamento de Skripal pode ter sido decisão de Putin
    Tags:
    tensão diplomática, OTAN, Yulia Skripal, Sergei Skripal, Boris Johnson, Jens Stoltenberg, Vladimir Putin, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik