17:15 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    USS Ross

    Perigo para russos e sírios? Destróier dos EUA que atacou a Síria volta ao mar Negro

    © flickr.com/ Official U.S. Navy Page
    Europa
    URL curta
    10723

    O destróier USS Ross DDG71 da Marinha dos EUA entrou no mar Negro através de Bósforo na noite de sexta-feira, informou um usuário do Twitter, que afirma seguir o movimento de navios através do estreito.

    "As patrulhas reforçadas da Marinha dos EUA no mar Negro", diz a publicação do usuário Yoruk Isik, que esclarece que o navio vai patrulhar a zona de interesses da Sexta Frota estadunidense.

    O USS Ross pertence à classe Arleigh Burke e está equipado com mísseis de cruzeiro Tomahawk, mísseis anti-aeronaves e mísseis anti-submarinos.

    Em abril de 2017, a USS Ross participou no bombardeio com mísseis Tomahawk do aeródromo sírio de Shayrat, controlado pelas forças governamentais. No total, 59 mísseis foram disparados naquela operação.

    Em 31 de janeiro, o destroier HMS Duncan, da Marinha Real britânica, e a fragata turca Gaziantep TGG atravessaram o estreito de Dardanelos e Bósforo com destino ao mar Negro. Segundo relatos, o HMS Duncan deixou o mar Negro este 16 de Fevereiro.

    De acordo com a Convenção de Montreux na passagem pelos estreitos, os navios pertencentes a países que não fazem fronteira com o mar Negro podem ficar somente 21 dias naquelas águas.

    A presença de navios de guerra dos EUA e de outros países que integram a OTAN no mar Negro se intensificou após o início do conflito no sudeste da Ucrânia.

    Mais:

    Analista militar: está sendo preparada provocação no mar Negro
    Destróier britânico equipado com mísseis Tomahawk entra no mar Negro (FOTOS)
    Rússia intercepta avião de espionagem dos EUA sobre o Mar Negro
    Tags:
    segurança, defesa, tomahawk, HMS Duncan, USS Ross, Marinha dos EUA, Shayrat, Ucrânia, Estreito de Bósforo, Síria, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik