00:57 23 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Brigada polonesa junto aos soldados da divisão norte-americana durante manobras Anakonda 16 da OTAN, Polônia

    Novo relatório europeu: chances de guerra entre Rússia e Europa estão aumentando

    © REUTERS / Kacper Pempel
    Europa
    URL curta
    15620

    A possibilidade da guerra entre a Europa e Rússia está crescendo, diz-se no relatório da Conferência de Segurança de Munique, que se realizará de 16 a 18 de fevereiro.

    A informação do documento foi divulgada pelo site Express.co.uk.

    No relatório intitulado "Até à beira e retorna?", diz-se que o risco de confrontos não premeditados entre Moscou e Ocidente aumenta por causa do descumprimento de acordos do controle de armas, do posicionamento das forças complementares e devido ao aumento das tensões em meio às manobras militares.

    "Nesta situação horrível, erros de cálculos e mal-entendidos podem causar uma guerra", afirma o relatório.

    Além disso, o texto nota que o processo de normalização das relações entre Rússia e Ocidente é agravado pelo conflito no leste ucraniano. A decisão dos EUA sobre os fornecimentos das armas letais a Kiev cria o risco de "cimentar" a situação atual.

    No relatório, é comunicado que uma série de países membros da União Europeia cada vez mais expressa o ceticismo em relação ao processo da integração europeia, enquanto Polônia e Hungria estão em "confronto direto" com Bruxelas.

    A Conferência de Segurança de Munique é um dos fóruns informais mais importantes do mundo, onde discutem os problemas políticos atuais referentes ao equilíbrio de poder nas relações internacionais e a consolidação da ordem mundial democrática. A primeira conferência ocorreu em 1963 em Munique, como um encontro informal dos representantes dos Ministérios da Defesa dos membros da OTAN. Desde 1998, o fórum está sendo financiado pelo governo alemão a partir do orçamento do Ministério da Defesa da Alemanha.

    Mais:

    'Dor de cabeça extra para OTAN': Rússia posiciona complexos de mísseis em Kaliningrado
    Escudo soviético: armas russas que OTAN não pode descartar
    Reino Unido envia navio 'de plástico' para escoltar submarinos russos
    Tags:
    segurança, conferência, armas letais, guerra, risco, Munique, Rússia, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik